Vídeos

Vídeo mostra como foi o parto da grávida de quíntuplos

Thamires Andrade

Do UOL, em São Paulo

Uma câmera do hospital Sepaco, em São Paulo, registrou todo o parto de Karina Bárbara Barreira, mãe de quíntuplos, que deu à luz na segunda-feira (13). O vídeo foi divulgado nesta terça-feira (14) e mostra a sequência do nascimento do primeiro ao último bebê.

Como o parto envolveu oito neonatologistas (pediatras especializados em recém-nascidos), três obstetras, dois anestesistas, três enfermeiros, um instrumentador e seis técnicas de enfermagem, os médicos fizeram duas simulações da cesárea de Karina.

De acordo com Linus Pauling Fascina, superintendente médico-hospitalar e diretor técnico do hospital, a cesárea teve duração de 40 minutos. O primeiro a nascer foi o menino, com 1,185 kg. As quatro meninas nasceram na sequência e pesavam, respectivamente, 905 gramas, 930 gramas, 595 gramas e 715 gramas.

O parto precisou ser adiantado porque um dos bebês apresentou insuficiência placentária. "O sangue da mãe já não estava sendo passado de forma adequada para uma das crianças, portanto, resolvemos adiantar o parto antes que houvesse qualquer tipo de prejuízo para ela", explica Fascina.

Após o nascimento, os bebês foram encaminhados para a UTI neonatal do hospital e ficarão até ganharem o peso necessário (1,8 quilos) para terem alta. Nesta terça-feira (14), apenas um dos bebês permanecia entubado, enquanto os outros quatro respiram com ajuda de um suporte de oxigênio não invasivo. "Eles evoluíram muito bem e estão recebendo alimentação pela veia. A fase é de muitos cuidados", fala Luci Meire Pivelli Usberco, superintendente operacional do hospital.

Alta da UTI

Karina está estável e sem sinal de qualquer complicação. Ela ficou internada na UTI por precaução, mas será transferida para o quarto ainda hoje e poderá visitar a UTI para ver os filhos. "A princípio, a alta da mãe será igual a de qualquer outra cesárea, caso não haja nenhuma intercorrência, em 72 horas, e ela poderá ficar como acompanhante dos filhos", afirma Fascina.

Divulgação/Hospital Sepaco
João dá a mão à Karina durante o parto dos quíntuplos imagem: Divulgação/Hospital Sepaco

Segundo Luci, Karina já deve ter o colostro (primeiro leite produzido pela mãe no pós-parto), que será coletado e distribuído entre os cinco bebês. "Esse leite tem nutrientes importantíssimos para as crianças. Nos demais dias, nós faremos a coleta do leite materno e ele será distribuído um pouco para cada um dos quíntuplos. Os bebês também receberão uma fórmula específica para prematuros como complemento", afirma.

O pai dos quíntuplos declarou que não tinha palavras para descrever a emoção do momento do parto. "Não consigo resumir em uma palavra. Acompanhei tudo desde o início e chorei de felicidade quando chegou a hora. Não sabia se gritava para comemorar", afirma.

Biagi contou que ainda não divulgou o nome das crianças, pois ele e Karina precisam definir como se chamará uma das quatro meninas. "Como falta escolher um nome, a gente optou por não divulgar ainda. Assim que definirmos, todos saberão o nome dos quíntuplos", afirma.

A gravidez semana a semana

Saiba como a gravidez evolui, semana a semana, e aproveite melhor os dias que antecedem o nascimento de seu bebê

Veja

Topo