Últimas de Estilo de vida

Pai de MC Melody diz que não viu maldade em coreografia da filha

Reprodução/Facebook
MC Melody e o pai, MC Belinho, posam para foto em um show do funkeiro imagem: Reprodução/Facebook

Thamires Andrade

Do UOL, em São Paulo

 

"Minha filha ama cantar e almejo que, um dia, ela se realize e tenha uma carreira legal, mas, hoje, ela não faz shows, não ganho um real com ela", afirmou Thiago Abreu, conhecido como MC Belinho, e pai da MC Melody, cantora de funk de oito anos. O UOL Gravidez e Filhos conversou com Abreu, na quarta-feira (22), antes da abertura do inquérito pelo Ministério Público de São Paulo para apurar o "forte conteúdo erótico e de apelos sexuais" em músicas e coreografias de crianças e adolescentes músicos. O caso da artista mirim é um dos investigados.

Procurado após a abertura da investigação, o pai não atendeu a reportagem. No sábado (25), MC Melody e MC Belinho gravaram uma música pedindo desculpas a quem se sentiu ofendido pelo comportamento deles. Com um brinquedo nas mãos, Melody fala que agora vai mudar para conquistar o coração do público.

Ainda que tenha garantido que a filha não faz apresentações profissionais, a página da cantora no Facebook tem dois telefones de contato para shows. "O Brasil inteiro está pedindo, mas não estamos vendendo apresentações, estamos focando na divulgação da carreira dela em programas de televisão", disse MC Belinho.

Reprodução/Facebook
A página da cantora no Facebook tem telefones de contato para show imagem: Reprodução/Facebook

A menina ganhou fama por meio de vídeos no Facebook, nos quais aparece cantando. "Ela gosta de usar roupas com brilho, que tenham a ver com artista. Uma vez, em uma brincadeira, usou um top com bojo, mas não usa isso normalmente", declarou o pai.

Junto com a fama veio a repercussão negativa. Um vídeo em que a menina aparece dançando sensualmente gerou uma petição no site Avaaz, que pede "intervenção e investigação de tutela" ao Conselho Tutelar de São Paulo. Até o momento, o abaixo-assinado tem mais de 23 mil assinaturas.

"A pessoa que criou isso quer ganhar fama em cima do caso. Conversei com a Melody sobre o que está acontecendo, mas ela é uma criança, ficou muito triste e com medo de acontecer algo com a nossa família, pois ela é muito apegada a mim", falou MC Belinho.

O pai reconhece que não deveria ter permitido que a garota subisse no palco para fazer a coreografia alvo de crítica. "Era uma matinê, um show meu, só com crianças, ela pediu para cantar e dançar, e acabei deixando. Se pudesse voltar atrás, não deixaria, mas, na hora, não vi esse lado da maldade."

Sensualização precoce

Segundo Marisol Sendin, pediatra e psicanalista do IPq (Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo), a sensualização precoce traz malefícios para a criança, pois afeta o desenvolvimento neurológico, psíquico e físico.

"A criança se constitui à medida que os outros olham para ela, é como se fosse um 'espelho vivo'. Quando é exposta a olhares sexualizados, passa a se ver como um adulto, mesmo sendo uma criança", disse Marisol.

Para a especialista, os pais devem colocar medidas de equilíbrio entre a carreira e a vida infantil para que o desenvolvimento não seja prejudicado. "Uma carreira iniciada na infância traz uma demanda maior e, por isso, é importante que os pais escolham bem os locais onde o filho vai se apresentar para garantir que seja olhado como criança, independentemente do ritmo que cante ou do estilo que dance. A criança precisa estar em um ambiente adequado para o seu desenvolvimento e ter tempo para brincar, estudar e conviver com amigos de sua idade."

Mudança na carreira

Abreu optou por abrir mão de cuidar da carreira da filha e irá contratar um escritório para gerenciar a imagem da menina. "A ideia é que ela seja uma cantora mirim na linha da Anitta, artista que ela ama e se inspira. Tenho uma visão de trajetória artística, mas o escritório vai conseguir dirigir isso melhor, além de evitar o papo de que estou explorando minha filha."

Melody está gravando um disco demo independente com seis músicas de funk pop, mais voltadas para crianças. “As músicas dela não têm e nunca tiveram palavrão. Ela ama cantar, não importa o estilo, tanto que ela tem vários vídeos cantando música gospel", disse MC Belinho.

As gravações não vão afetar a rotina escolar da garota, que cursa o terceiro ano do ensino fundamental. "Ela adora as aulas de artes e curte muito desenhar", contou o pai.

Topo