Últimas de Estilo de vida

Impressora 3D faz deficiente visual conhecer filho ainda na barriga

Do UOL, em São Paulo

Ver o bebê no ultrassom é um momento emocionante para as mães. Com o avanço tecnológico, muitas aguardam ansiosas para fazer o exame de ultrassom 3D, em que é possível ver com precisão o rosto da criança. No entanto, grande parte das gestantes deficientes visuais só conhecem os bebês depois do parto. Pensando nisso, uma marca de fraldas promoveu uma experiência única para algumas dessas mulheres: sentir o filho que está dentro da barriga.

Graças a uma impressora 3D, Tatiana Guerra, 30, conseguiu tocar em um molde com o rosto do filho, Murilo. O bebê foi retratado durante um exame de ultrassonografia durante o quinto mês de gestação. Tatiana convive com a deficiência visual desde os 17 anos, por causa de uma inflamação no nervo óptico.

As gestantes –deficientes visuais ou não– podem contratar esse tipo de serviço em clínicas especializadas em São Paulo e no Rio de Janeiro. Para tanto, é necessário fazer o ultrassom morfológico no local, além de pagar para que a peça seja impressa em resina. Os custos variam entre R$ 2.520 e R$ 2.940. Como a impressão não é realizada na clínica, as mães precisam esperar 30 dias para ter o molde do bebê.

A gravidez semana a semana

Saiba como a gravidez evolui, semana a semana, e aproveite melhor os dias que antecedem o nascimento de seu bebê

Veja

 

Topo