Gravidez e filhos

Aos três meses, bebê inglês já veste roupas para um ano

Reprodução/Facebook
Aos três meses de idade, o bebê Jack usa roupas para bebês de um ano imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

Um dos fatores mais comuns que leva alguns bebês a nascerem com o peso acima de média é a mãe ter diabetes gestacional. A inglesa Diana Kuznetsova, 29, teve uma gravidez normal e saudável e, ainda assim, seu filho, Jack Stanley Castle, nasceu com 5,3 kg. E o ritmo de crescimento do menino segue surpreendente, de acordo com o periódico britânico “Daily Mail”, 

Jack, que veio ao mundo duas semanas após a data prevista para o parto, com 61 centímetros, não coube em nenhuma das roupas do enxoval que os pais haviam feito para ele. Hoje, com três meses, ele veste roupas para crianças de um ano.

“Minha barriga começou a aumentar de tamanho logo no segundo mês de gestação. Ele não parava de crescer. Os médicos não acreditavam no tamanho que ele tinha. Um deles até brincou que meu filho iria da barriga para a pré-escola, de tão grande”, afirmou Diana ao “Daily Mail”.

A inglesa reconhece que levantar o filho equivale a algumas idas à academia, mas garante que ele não é considerado uma criança acima do peso. “Ele é grande e pesado e nenhum dos médicos consegue entender o porquê disso, só dizem que ele não é um bebê gordo”, declarou ao jornal britânico.

A mãe de primeira viagem sempre se exercitou, inclusive durante as primeiras semanas da gestação, mas precisou parar depois do terceiro mês. “Minha barriga ficou muito grande e eu não conseguia mais correr”, falou ao “Daily Mail”.

Por causa do crescimento de Jack no útero, Diana precisou fazer exames constantes para monitorar sua saúde. “Todo mundo achava que eu teria trigêmeos. De início, não fiquei preocupada, mas depois fiquei me questionando se estava ingerindo muitas calorias e os médicos afirmaram que não. Fazia tudo igual as outras gestantes, mas, aos quatro meses, mal conseguia ficar em pé”, contou ao jornal britânico.

Aos seis meses de gestação, Diana estava com uma barriga equivalente a de nove meses e não via a hora de o filho nascer. “Parecia que ia explodir. Não podia acreditar que tinha um bebê de mais de três quilos e ainda tinham três meses de gestação pela frente”, afirmou ao jornal.

Topo