! Mãe com câncer prepara caixa com cartas para participar da vida da filha - 22/07/2015 - UOL Estilo de vida

Gravidez e filhos

Mãe com câncer prepara caixa com cartas para participar da vida da filha

Arquivo pessoal
Heather prepara caixa com cartas para a filha ler no futuro imagem: Arquivo pessoal

Do UOL, em São Paulo

 

Heather McManamy, 35 anos, que vive em Wisconsin, nos Estados Unidos, luta contra um câncer de mama desde 2013. De acordo com o site americano "BuzzFeed News", mesmo estando com a doença em estágio avançado, ela resolveu aproveitar ao máximo o tempo de vida que ainda tem, ao lado da filha Brianna, 4, e do marido.

No início deste ano, Heather começou a pensar em como poderia confortar o marido e a menina, caso seu tratamento não desse certo. "Sempre partiu meu coração imaginar que eles ficariam tristes se eu morresse, e que eu não poderia fazer nada a respeito”, afirmou ao site.

Por isso, a mulher decidiu deixar uma caixa de memórias para Brianna, cheia de cartões, cartas e vídeos, para que a filha possa "estar em contato" com ela, mesmo depois que se for. Heather levou um tempo para dar início ao projeto, mas, atualmente, considera a atividade terapêutica.

A caixa destinada à filha tem, ao todo, mais de 40 itens. Nas cartas, Heather deixou mensagens para os futuros aniversários de Brianna e para outras fases e momentos importante da vida da menina, como a aprovação no teste para tirar a carteira de motorista, o noivado, o casamento e a chegada do primeiro filho.

Além disso, Heather também escreveu bilhetes para encorajar a filha nos dias mais difíceis, dizendo que ela é bonita, que deve sempre ser ela mesma e que precisa se lembrar do quanto a mãe se orgulha dela.

"Muitas pessoas apenas morrem, mas estou tendo tempo para preparar tudo, portanto, farei o que posso para tornar a vida da minha família mais fácil", falou ao "BuzzFeed News".

Ela afirma que escrever as cartas não é desistir de lutar contra a doença. "Ainda tenho esperança, pois enquanto existirem opções de tratamento, estarei aqui tentando."

Heather contou ao site americano que não ficaria chateada se Brianna resolvesse não abrir as cartas, pois cada um lida com o luto de uma maneira diferente. "Só penso que, se existe uma forma de confortá-la, quero oferecer isso à ela", disse a mulher, que resolveu contar sua história para dar esperança e inspirar as pessoas a viverem como se não houvesse amanhã.

Topo