Gravidez e filhos

Sinais químicos presentes no líquido amniótico podem definir hora do parto

Getty Images
Descoberta pode prevenir parto prematuro imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

 

Descobrir a hora exata em que o filho irá nascer e evitar possíveis imprevistos é o sonho de toda grávida. Mas embora os médicos calculem uma data provável para o parto, é comum que o bebê adiante ou atrase algumas semanas. Muitas gestantes só percebem que o nascimento se aproxima quando a bolsa rompe e as contrações começam.

Segundo cientistas da Universidade Texas Medical Branch, em Gaveston, nos Estados Unidos, o mistério pode ter chegado ao fim. Eles acreditam ter descoberto um sinal químico que pode precisar a hora certa em que as gestantes vão dar à luz e até prevenir que aconteça, no caso dos partos prematuros.

Os pesquisadores realizaram testes nas células do líquido amniótico de 51 mulheres em trabalho de parto e de outras 50 no final da gestação. Ao compararem os resultados, descobriram a existência de marcadores biológicos --conhecidos como telômeros--, que se desprendem da placenta e aparecem bastante encurtados no líquido que circunda o bebê. Quanto mais perto do parto, mais fragmentados eles se tornam.

Os telômeros são partes do DNA responsáveis por proteger nossas informações genéticas enquanto as células se dividem. Ao longo da vida, vão se encurtando devido às muitas divisões sofridas pela célula.

Os cientistas acreditam que esses fragmentos sejam o gatilho para desencadear o trabalho de parto.

Topo