Gravidez e filhos

Ordem de nascimento não influi na personalidade dos filhos, diz estudo

Getty Images
Não existem perfis típicos de irmãos imagem: Getty Images

The New York Times

 

Determinadas características de personalidade costumam ser atribuídas ao filho mais velho, ao do meio e ao caçula. Todavia um novo estudo constatou que a ordem de nascimento em si não tem efeito sobre a personalidade, embora possa afetar levemente a inteligência.

Pesquisadores analisaram três grandes coleções de dados incluindo mais de 20 mil pessoas: um estudo britânico que acompanha pessoas nascidas em determinada semana de 1958, um estudo alemão com famílias iniciado em 1984 e uma análise de norte-americanos nascidos entre 1980 e 1984.

Os cientistas pesquisaram diferenças em extroversão, estabilidade emocional, sociabilidade, escrúpulo, intelecto autodeclarado, Q.I., imaginação e abertura a experiências. Eles analisaram famílias com irmãs e irmãos, diferenças etárias grandes e pequenas, e números diferentes de irmãos. Porém, independentemente de como juntassem os dados, não acharam associação entre ordem de nascimento e qualquer característica de personalidade.

Publicado no periódico "PNAS", o estudo encontrou indícios de que os filhos mais velhos têm uma pequena vantagem na pontuação do quociente de inteligência, mas a diferença só era aparente em uma amostra grande, com pouco significado para qualquer indivíduo.

A principal autora, Julia M. Rohrer, estudante de pós-graduação da Universidade de Leipzig, Alemanha, disse que a ordem de nascimento pode ter um efeito se você for intimidado pelo irmão mais velho, por exemplo.

"Porém, tais efeitos são altamente idiossincráticos. Não existe isso de irmão mais velho, do meio ou caçula típicos."

Topo