Gravidez e filhos

Dividir a infância com um irmão mais novo ajuda a emagrecer, diz estudo

Getty Images
Chegada do irmão mais novo faz mais velho se alimentar melhor e se movimentar mais imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

Ter um segundo filho pode gerar um impacto positivo na saúde do primeiro. É o que afirma um estudo da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, publicado no periódico científico “Pediatrics”. As informações são do jornal britânico “Daily Mail”.

Os pesquisadores descobriram que o nascimento de um irmão, especialmente quando a criança tem entre dois e quatro anos, está associado a um menor IMC (Índice de Massa Corporal) em crianças de seis anos.

Por outro lado, filhos únicos têm três vezes mais chances de serem obesos quando atingem essa idade.

A pesquisa, feita com 697 crianças americanas, sugere que os pais tendem a mudar a alimentação do primeiro filho quando o segundo nasce, deixando-a mais saudável.

Além disso, a companhia de um irmão torna as brincadeiras que envolvem movimento e exercícios mais atraentes do que assistir TV, contribuindo para diminuir o sedentarismo.

À reportagem, a pediatra Julie Lumeng, principal autora do estudo, explicou que por volta dos três anos as crianças tendem a desenvolver hábitos alimentares que vão durar para toda a vida. Por isso, melhorar a alimentação nessa faixa etária pode ter um impacto muito positivo na saúde infantil.

Topo