Bebês

Estabelecer rotina ajuda o bebê a compreender padrões e a confiar no mundo

Getty Images
Criar horários fixos para alimentação, sono e higiene dá segurança ao bebê imagem: Getty Images

Melissa Diniz

Do UOL, em São Paulo

A vida corrida nem sempre permite às famílias criarem uma rotina de sono, lazer, alimentação e cuidados com o corpo. Mas, quando se trata dos bebês, a adoção de horários regulares é necessária e importante para o desenvolvimento saudável da criança.

Para o pediatra José Gabel, do Departamento de Pediatria Ambulatorial da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria), rotinas são importantes para o ritmo de vida da família e do bebê. O especialista afirma que muitas vezes as necessidades --fome, sono, desconforto pela fralda suja e necessidade de aconchego-- já são sinalizadas pela própria criança e observá-las auxilia no bem-estar da mãe, do filho e dos cuidadores.

Segundo o médico, quando esses ritmos naturais do bebê são respeitados, é possível estabelecer uma certa previsibilidade, mesmo na amamentação, que, nos primeiros seis meses de vida, deve acontecer em livre demanda, ou seja, sempre que a criança quiser.

Thinkstock

Da mesma maneira, horários fixos podem ser determinados em relação à alimentação, momentos de sono, trocas, banhos, passeios e brincadeiras. É importante, portanto, que fatores externos não atrapalhem o bem-estar do bebê.

No caso das visitas, que costumam ser muito frequentes quando se tem um recém-nascido, convém não acordar a criança, nem adiar seu sono ou mamada.

“Com isso, a criança desenvolve um sentimento de confiança e segurança no mundo, estabelece uma organização cognitiva do dia a dia, diminuindo a expectativa do que vai acontecer e ficando mais calma e tranquila.”

Para Gabel, ao contrário do que alguns possam pensar, rotinas não impedem que a criança desenvolva autonomia. Segundo o especialista, o livro “A Encantadora de Bebês Resolve Todos os seus Problemas”, de Tracy Hogg e Melinda Blau (editora Manole), pode ser uma boa leitura para auxiliar no estabelecimento de hábitos regulares.

“Rotina auxilia a organizar o tempo, os sentimentos e a construção de uma relação entre a criança e a família”, afirma.

Crianças maiores

Para Cid Pinheiro, pediatra do Hospital São Luiz Morumbi, em São Paulo, padrões são importantes para que a criança seja educada para a vida. “Conforme cresce, ela precisará ter disciplina, adaptar-se aos horários de escola, de atividades com amigos e com a família. Quanto mais cedo a rotina for implantada, mais fácil de se adaptar”, diz.

O médico explica que a ausência total de uma rotina pode causar efeitos sérios no comportamento e na saúde infantil. “Sem um ritmo estabelecido, bebês e crianças manifestam irritação, mau humor, cansaço e podem ter dificuldades para comer e dormir, ficando doentes mais facilmente.”

De acordo com o especialista, para as crianças que já entendem, tão importante quanto criar padrões, é mudá-los de vez em quando.

“Haverá momentos em que a família precisará sair da rotina, em uma viagem por exemplo, ou mesmo no fim de semana. Em outros, os pais precisarão incluir novos alimentos na vida do filho. Essas mudanças são saudáveis e também fazem parte da vida.”

Segundo o pediatra, explicar que as quebras nos padrões podem ser naturais e nem sempre oferecem prejuízos auxilia a criança a criar uma capacidade de adaptação, sofrendo menos com mudanças que o tempo trará.

Topo