Adolescência

Seu filho adolescente é responsável?

Getty Images
imagem: Getty Images

Em uma fase em que quer mais autonomia, o adolescente deve assumir responsabilidades. Seu filho está maduro para avaliar as consequências de seus atos? Faça o teste, que tem consultoria da psicóloga Cecília Zylberstajn

  • Getty Images

    No caminho da maturidade

    Pode ficar tranquilo: seu adolescente está se tornando um adulto responsável. "Responsabilidade é a capacidade de responder pelos próprios atos", define a psicóloga Cecília Zylberstajn. Cultivada desde a infância, é a responsabilidade que confere ao adolescente condições de se inserir na sociedade de maneira mais autônoma, com passos seguros. Isso não quer dizer que ele concordará com tudo o que os pais fazem, pois a contestação é característica da idade. Mas, ao buscar o próprio caminho, ele saberá arcar com as consequências de suas escolhas

  • Getty Images

    Adulto demais para a idade

    Responsável, maduro, preocupado: assim é o seu filho, um modelo de bom comportamento. Mas atenção: ele pode estar queimando uma importante etapa do desenvolvimento. "Na adolescência, existe a tendência a rejeitar tudo o que é dos pais. Em uma próxima fase, o adolescente incorpora o que acha bom na família, por vontade própria. Aquele que é certinho demais, em geral, não faz esse movimento", diz a psicóloga Cecília Zylberstajn. Ela alerta que, em alguma fase posterior da vida, o jovem poderá perceber essa lacuna e se frustrar. Além disso, vale a pena refletir: essa é mesmo uma característica de personalidade ou o seu adolescente está se sentindo pressionado a agir assim?

  • Getty Images

    Cabeça de criança

    É até natural que o adolescente queira ter toda a diversão com o mínimo de responsabilidade, pondera a psicóloga Cecília Zylberstajn. Mas, agindo de forma inconsequente, os riscos podem ser grandes. Só para citar um exemplo, de acordo com o Ministério da Saúde, o maior crescimento de casos de Aids está entre jovens de 15 a 24 anos. Observe, no entanto, que a conquista da responsabilidade é um processo gradativo. "Se ele não foi ensinado até agora, não adianta cobrar tudo de uma vez. Muitos pais superprotegem e depois reclamam que os filhos são imaturos", diz a psicóloga Cecília Zylberstajn

  • Getty Images

    Irresponsável por pura rebeldia

    Mudanças hormonais podem fazer os adolescentes ficarem mais impulsivos e rebeldes. E agir de maneira irresponsável ?exatamente o contrário do que os pais querem? pode ser a forma encontrada pelos jovens para chocar. "Negar o sistema é um comportamento natural na busca da própria identidade", diz a psicóloga Cecília Zylberstajn. Contudo, é preciso que o adolescente saiba que toda ação tem consequência. Então, se você tentar consertar o que ele faz de errado, estará reforçando a irresponsabilidade dele. Melhor do que isso é buscar estabelecer regras de conduta quando dialogarem e, ao mesmo tempo, certificar-se de que elas estão sendo cumpridas

Topo