Gravidez e filhos

Você é mãe ou amigona do seu filho adolescente?

Ser muito rígida com o filho ou inverter os papéis e virar melhor amiga pode comprometer a sua relação com o adolescente. Você sabe qual o seu perfil? Descubra com o teste elaborado com a colaboração de Andrea Lorena, psicóloga clínica especializada em terapia familiar pela USP (Universidade de São Paulo)

  • Amigona

    Você tem uma postura mais de amiga do que mãe e, ao agir dessa maneira, o jovem não a vê como uma pessoa que tem autoridade sobre ele. De acordo com a psicóloga Andrea Lorena, a mãe não deve só passar a mão na cabeça do filho, mas também impor limites para que ele não confuda os papéis. "Quando a mãe vira amiga demais, sua opinião se torna só mais uma qualquer e não uma fala diferenciada", afirma. É hora de rever esse comportamento e deixar claro para o filho o que é certo e o que é errado

  • Meio termo

    Você assume o papel de educadora e, ao mesmo tempo, de amiga, pois entende que é preciso ter equilíbrio e não ser autoritária o tempo todo. Para a psicológa Andrea Lorena, é importante levar em consideração as transformações típicas da adolescência. "A mãe que consegue entender o lado do filho e também ter pulso firme para educá-lo e colocar limites combina o melhor dos dois mundos", afirma

  • Mãe

    Você é ouvinte, coloca limites, dá liberdade, mas também cobra responsabilidade do seu filho. Apesar de não se intrometer na vida do jovem, ele confia e respeita sua opinião e sabe que pode contar com você para mostrar o que é certo e errado. "Essa mulher só deve evitar o excesso de autoritarismo, pois isso pode prejudicar a relação entre os dois. O ideal é buscar o meio termo entre ser mãe e, ao mesmo tempo, ser amiga e compreender a fase que o filho adolescente vive", diz a psicóloga Andrea Lorena

Topo