Gravidez e filhos

Ter filhos afetou a sua vida social?

Getty Images
imagem: Getty Images

Você ainda cultiva seus relacionamentos fora de casa ou está focado demais nas crianças? Reflita sobre o assunto a partir do teste elaborado com a consultoria de Isabel Kahn, professora de psicologia da PUC (Pontifícia Universidade Católica) de São Paulo

  • Getty Images

    Sim, não tem vida social

    Nos primeiros meses do bebê, é natural que ele demande mais cuidado e atenção dos pais. Mas, aos poucos, é importante voltar a cultivar os laços com familiares e amigos, além de encontrar um tempo para si mesmo e para o par. "A vida social vai despertar outros interesses que são fundamentais para o desenvolvimento dos pais e até da criança. É essencial que o filho perceba e conviva com outras pessoas, além do círculo familiar mais íntimo", diz a psicóloga Isabel Kahn

  • Getty Images

    Sim, tem pouca vida social e muita culpa

    Aos poucos, você está tentando fazer mais programas com o par e com os amigos, mas ainda sente muita culpa quando precisa deixar seu filho com alguém. Por isso, em várias ocasiões, prefere carregá-lo, mesmo quando o ambiente não é dos mais apropriados. "Tente contar com uma pessoa que, para a criança, seja familiar. Se tiver alguém de sua confiança e que faça parte da vida do seu filho, poderá deixá-lo com tranquilidade, para usufruir mais sua vida social", diz a psicóloga Isabel Kahn

  • Getty Images

    Não, tem uma vida social equilibrada

    Suas respostas indicam que você consegue conciliar bem o tempo com o filho, o par, os amigos e os familiares. É bem verdade que a sua rotina mudou muito depois da chegada de uma criança. Mas você montou uma rede de apoio e tratou de se adaptar para continuar cultivando seus interesses fora do lar. "Retomar a vida social vai depender do bebê, da disposição dos pais e de como eles se organizam. O mais importante é, a cada momento, estabelecer quais são as prioridades", diz a psicóloga Isabel Kahn

  • Getty Images

    Não, tem uma vida social intensa

    Você quase não mudou a sua rotina por conta da chegada do seu filho. Com isso, não prejudicou sua vida social. No entanto, ao delegar os cuidados com a criança a outras pessoas frequentemente, você pode perder momentos importantes do desenvolvimento dela. "A tendência é que a criança crie vínculos com quem convive mais, com quem lhe dá mais atenção. Isso pode acontecer com a avó ou a babá, por exemplo, dependendo de quão ausentes os pais estão", diz a psicóloga Isabel Kahn

Topo