Gravidez e filhos

Depois de ter filho, você se tornou monotemática?

Getty Images
imagem: Getty Images

Descubra se seu filho se tornou o único assunto na sua vida com o teste elaborado com a colaboração de Flávia Paes, neuropsicóloga pela USP (Universidade de São Paulo)

  • Getty Images

    Sim, precisa variar

    Você adora falar sobre o seu filho, mas também sobre o universo infantil em geral. Convive com outras mães que também estão focadas nas delícias e desafios de educar e dedica pouco ou nenhum tempo a interesses pessoais de outra natureza. "O risco é alimentar apenas a relação com o filho e deixar os demais relacionamentos para trás, até mesmo o romance com o par", diz a neuropsicóloga Flávia Paes

  • Getty Images

    Não é, mas está

    É natural que as mães fiquem encantadas com o filho e que se sintam desafiadas com as novas situações que a maternidade traz. Da mesma forma, é normal que busquem apoio e informações adicionais. Isso parece estar acontecendo com você, que acaba de mergulhar nesse universo. "O que preocupa é a mãe manter o foco no filho por um tempo muito prolongado, porque a vida de toda mulher engloba outros amores, como o trabalho, o pai da criança, o amor próprio, entre outros", diz a neuropsicóloga Flávia Paes

  • Getty Images

    Não, é equilibrada

    Você conseguiu encaixar o novo membro da família na rotina que já tinha anteriormente, fazendo adaptações. Assim, conjugou vários interesses, sem deixar de se dedicar ao seu filho. Esse equilíbrio, segundo a neuropsicóloga Flávia Paes, é saudável não só para você, mas também para a criança

  • Getty Images

    Não, não é de falar sobre o assunto

    Você parece estar focada em outros interesses, além da maternidade. É bom para a relação com seu filho desde que isso não signifique que está deixando-o em segundo plano. "Cada caso é um caso, claro. Mas a falta de atenção à criança pode até indicar uma rejeição, motivada por diversos fatores. O comportamento também pode estar relacionado a problemas como a depressão", diz a neuropsicóloga Flávia Paes

Topo