Horóscopo

Céu de maio de 2014: mês fértil na área cultural, com mulheres em destaque

Barbara Abramo

Do UOL, em São Paulo

O cenário astral de maio ainda traz os planetas Urano e Plutão em ângulo difícil, como em abril passado. Marte --que estará retrógrado em Libra até o dia 19 de maio-- trouxe até o fim de abril lances dramáticos a esta configuração astral, mostrando o alcance da falta de mira.

Por algum tempo em maio, a tensão astral perdura como pano de fundo, mas nos dias próximos à cheia lunar em Escorpião, que ocorre no dia 14, a tensão volta a subir, abalando as relações sociais com mais alguns lances emblemáticos de uma crise que irá expor injustiças na sociedade, falta de segurança e imperícia, além de manipulação de poder e esquemas financeiros. Afinal, é este mesmo o sentido deste cenário astral que estará aí por alguns meses ainda: expor a podridão, para que se possa reconhecer, entender, superar.  Para quem está acostumado a seguir o noticiário da mídia, pode esperar: em meados de maio, eles demonstrarão esta crise, que é mundial, não apenas brasileira.

O Sol em Touro acentua ainda mais a consciência de nossos recursos naturais, de nossa riqueza de solo e subsolo. Valoriza nossa pecuária, agricultura, nossos minerais e o que está abaixo da terra, como o petróleo, o pré-sal etc. Destaques nas negociações de governo ressaltam o momento de percepção de quanto valorizamos ou não nossas riquezas. À época da Lua cheia em Escorpião, o que estará em evidência é o cuidado e a administração que o governo federal vem dando a estes recursos. Investimentos públicos nesses setores serão discutidos, e pode haver criação de regras novas para a preservação. Também nesta época, começa a fase de debates mais acirrados e críticas contundentes ao governo Dilma --estas devem seguir até outubro próximo, mês de eleições.

Para o âmbito social e cultural, maio pode ser um mês altamente fértil e produtivo: poderemos ter o destaque de figuras femininas nestes campos. Festivais, eventos e acontecimentos serão notáveis também. Mesmo com Saturno impondo a restrição financeira, parece que tudo vai melhor para as artes brasileiras.

Na terceira semana, o Sol entra no signo da comunicação e da expressão: Gêmeos, que sinalizará também a maior movimentação das oposições ao governo Dilma --ativas e expressivas entre os dias 21 e 25. A Lua minguante em Peixes, no dia 21, garante a emergência de figuras femininas em destaque --também ligadas à música-- no contexto político.

Marte em movimento direto a partir do dia 21 já garante uma certa aceleração dos negócios que estavam parados --em especial, um fator importante para a diplomacia brasileira. A partir daí, a maioria dos empreendimentos grandes com outros países e que estavam pendentes também têm boas novidades.

Maio termina com a Lua nova em Gêmeos ativando o setor das oposições políticas ao governo: teremos, a partir daí, maior movimentação e destaque de pelo menos um grupo. E a Lua garante: mulheres populares poderão se distinguir como lideranças, vetores de descontentamento de muitos grupos. O forte aspecto que Sol e Lua em Gêmeos formam com Marte em Libra prometem ataques ao atual governo. A popularidade destas oposições, porém, será testada de junho a fins de setembro.

Para contrabalançar a tensão dos meses anteriores, a última semana de maio vem com boas notícias, inclusive da diplomacia, com melhores relacionamentos com países vizinhos ou outros com quem o Brasil tem estreitas relações comerciais.

Topo