Horóscopo

Céu de novembro de 2014 prevê possível negociação entre governo e oposição

Barbara Abramo

Do UOL, em São Paulo

O mês começa movimentado e com bons aspectos astrais intensificando viagens, vida social e esperanças em geral. Nas finanças, sinais de movimentação e muita conversa e acordos, com Mercúrio e Júpiter em rápido entendimento e Vênus e Plutão acertando os passos para reforçar algo na economia e na política.

No dia 6, a Lua cheia é a coroação deste início estimulante e agitado dos primeiros dias, caracterizando um pico de efervescência que segue firme até o dia 14.  Logo na sequência da Lua cheia, que acontece em Touro, temas ligados à economia ganham ainda mais destaque. Finanças, recursos naturais e bens do país reiteram-se como temas quentes. Mercúrio volta a transitar os primeiros graus de Escorpião, passando por onde transitou no mês passado, sinal de que discussões e debates que tiveram calor e atenção nos primeiros dez dias de outubro voltam com tudo. Assim, haverá elucidação e revelações mais claras sobre temas de debates e confrontos. Não se pode afastar a influência da mídia neste momento, bem como a das redes sociais.

O Sol transitará o signo que comanda o Governo Federal do Brasil, Escorpião, até 22 de novembro, quando então entrará em Sagitário. Até lá, a presidenta reeleita Dilma Rousseff e seus novos projetos ganharão destaque e também a organização. Promessas feitas entre 8 e 15 de novembro terão de ser revistas em dezembro, sendo interessante para tal órgão não prometer demais por enquanto. Além de enfrentar desafios representados pelos governos estaduais, o governo terá de lidar com mais fofocas entre 12 e 13 de novembro.

Meados de novembro trazem dias eletrizantes no campo da tecnologia, eletricidade, recursos hídricos e aviação; com possíveis turbulências.

Desfechos importantes devem ocorrer nos campos econômico, financeiro e político, entre 11 e 20 de novembro, quando Vênus e Saturno se encontram, representando uma conclusão que tem relação com interesses de grupos da oposição. Depois é a vez do Sol se encontrar com Saturno, marcando a data mais delicada e decisiva para o governo Dilma em novembro: de 17 a 20 de novembro. O cenário pede medidas cautelosas e provável realinhamento com países do Exterior, além de rivalidades com blocos econômicos. Poderia ser uma data importante para um pacto de natureza conservadora.

Vênus entra em Sagitário no dia 16 trazendo alguma animação e alegria no campo cultural. O turismo se torna uma fonte de atração de divisas e circulação de dinheiro, com festas, eventos e congressos; sendo possível que um deles tenha maior destaque. Um mercado mais nervoso e agitado aparece entre 22 e 26, mas com regras ou novidades no campo político também.

No dia 28, Mercúrio entra em Sagitário, o que representa sinal de ruídos na comunicação e na mídia devido à falta de atenção a detalhes; embora possa ser o início de um período mais movimentado e produtivo no campo do ensino, do turismo e das leis. No fim de novembro, Marte e Saturno se harmonizam, abrindo um campo de negociação possível entre governo e oposições. 

 

Topo