Horóscopo

Céu de fevereiro de 2015: é tempo de controlar e não ter ilusões econômicas

Thinkstock
Ilustração para o Céu do Mês de fevereiro de 2013 imagem: Thinkstock

Barbara Abramo

Do UOL, em São Paulo

A dinâmica de fevereiro estará recebendo os impulsos de Júpiter e Urano, que sinalizam crescimento de investimentos nos setores tecnológico, elétrico e eletrônico, principalmente no que diz respeito à expansão das indústrias nestas áreas. Tendência crescente desde o fim de janeiro passado, Júpiter e Urano --ambos em signo de elemento fogo --traduzem também um clima mais seco, visível desde janeiro. A tendência continua.

Outro aspecto é o de Saturno em Netuno, que corre na direção oposta ao primeiro. Restrições aos gastos e pouca ilusão nas finanças e economias podem trazer mais limitações ao consumo, com regulamentação estrita principalmente em relação aos bancos. Netuno representa, entre outros significados, as aplicações financeiras em que o dinheiro de cada um perde a identidade, passando a fazer parte de um coletivo. Justamente aí é que as restrições poderão ocorrer.

Outro significado que se pode atribuir a Saturno e Netuno em quadratura é a tendência a acabar com ilusões em quaisquer campos --principalmente ideológicos. Temporada de ajustes para os movimentos de esquerda internacionais, ainda mais com os aspectos entre Júpiter e Urano garantindo a expansão dos grupos que representam interesses das parcelas mais ricas. Convém lembrar que estes dois movimentos ocorrem em nível global, e não meramente brasileiro.

Mês do Carnaval, fevereiro traz problemas de comunicação e nas estradas com Mercúrio e Saturno em aspecto entre os dias 4 e 20, com possível aumento de problemas de mobilidade urbana. Na época do Carnaval, a Lua minguante em Escorpião, no dia 12, arremata medidas tomadas pelo Governo Federal brasileiro, concluindo algumas direções já tomadas. Um Carnaval mais úmido é a promessa da Lua minguante e esperança dos reservatórios.

Mudanças mais significativas começam após a Lua nova em Aquário, no dia 18. Ela ocorre sobre o ascendente do Brasil, reforçando a importância deste momento de plantio e orgulho da identidade e das culturas que convivem no país. Os olhares se voltam para o povo e suas demandas; o Sol ingressa no espiritual, caótico, criativo e sensível signo de Peixes, anunciando um período de atenção e energia do povo.

Vênus e Marte ingressam em Áries na terceira semana e trazem para o mundo a promessa de "guerra". No Brasil também --relacionados a conflitos com a mídia, por declarações ou desentendimentos entre grupos de controle de informação. Vênus em Áries figura um movimento afoito para negociar a paz, descumprindo sua promessa de ser portadora dos entendimentos. Porém, no dia 24, Saturno traz consistência e responsabilidade a decisões.

Entre 25 e 28 de fevereiro ocorrem aspectos promissores e estimulantes, tanto para a economia brasileira, quanto para as indústrias ligadas a minérios, ferro e petróleo. Embora o Brasil tenha de garantir alguns desses acordos ou crescimentos, as autoridades estarão maduras para tais decisões.

Quanto ao clima, afora o período entre 12 e 20, os astros não indicam grandes mudanças. Vênus, Marte, Saturno, Júpiter e Urano em signos de elemento fogo induzem a pensar em climas secos e quentes em geral para o Brasil.

Topo