Últimas de Estilo de vida

Céu de maio de 2015: questões políticas atingirão a vida diária de todos

Getty Images
Período animador e de mais flexibilidade chega apenas no final do mês imagem: Getty Images

Barbara Abramo

Do UOL, em São Paulo

Mês que começa com uma Lua cheia importante, que ativa a área política brasileira com decisões, esclarecimentos, lutas e posicionamentos. Sol e Júpiter indicam exageros de todas as partes, enquanto Mercúrio e Saturno apontam limitações e regras bancárias. Muita conversa sobre restrições de crédito, nomes responsáveis pelo governo e responsabilidades políticas.

Sol e Plutão, nos dias 5 e 6, revelam algo que não estava claro para todos, marcando um ponto forte para a economia nacional. Pode ser algo relacionado à Petrobras, ações ou preço do petróleo. No dia 7, Vênus entra em Câncer, signo da emoção e do patriotismo. Será um período de quatro semanas em que as inclinações e as atrações se voltarão para o que sustenta laços. Além das manifestações culturais em alta, devemos temer algum excesso em demonstrações explícitas de xenofobia; no Brasil e no exterior.

Para trazer mais debate a uma cena que já é de discussão geral e questionamentos, Marte entra em Gêmeos trazendo para a berlinda as comunicações, a mídia, as estradas e quem trabalha nelas. Marte em Gêmeos acirra as competições políticas e, entre 14 e 15, há pactos que se quebram e decisões sérias que evoluem para afastamentos de grupos. Ainda bem que, em seguida, Vênus e Netuno armam lindo aspecto, apontando um momento bonito para as artes visuais, a moda e as relações internacionais do Brasil.

Na terceira semana, começa a fase mais delicada do mês: Mercúrio em Gêmeos passa a retrogradar. E justamente no dia 18, em que a Lua nova em Touro promete foco geral na vida concreta e na realidade. Mercúrio, neste movimento 'para trás', faz com que 'ditos' fiquem pelos 'não ditos', assim como muitos 'não ditos' permanecerão sem serem explicados. Nebulosidade e confusão nas comunicações podem gerar um clima de indecisão, engano e desorientação geral. 

Mercúrio e Netuno, em ângulo estressante de 9 a 29 de maio, sinalizam com perfeição essa confusão de palavras, intenções e gestos --ainda mais complicado pela retrogradação de Mercúrio, que dura até 11 de junho. As fofocas tendem a se multiplicar. Mas é na saúde pública e nas comunicações que os problemas mais sérios devem ocorrer.

O Sol entra em Gêmeos, no dia 21 de maio, iluminando a política nacional; desta vez o foco se desloca para os partidos e movimentos de oposição ao Governo constituído. Sol, Vênus e Marte formam, a partir daí, aspectos tensos com os três astros que indicam movimentos coletivos: Urano, Netuno e Plutão. Significando, com isso, que as questões gerais pode alcançar nossa vida diária.

No dia 25 ocorre a Lua Crescente em Virgem, trazendo para o foco das atenções o cuidado com o meio ambiente, os recursos naturais e a saúde pública. Um período animador, leve e de mais flexibilidade encerra o mês com o sonho de um Brasil melhor.

Topo