Horóscopo

Céu de dezembro de 2015: período de realismo e adequação no país

Getty Images
Céu do mês de dezembro de 2015 imagem: Getty Images

Barbara Abramo

Em colaboração para o UOL, de São Paulo

Ano agitado este, que trouxe com ele Saturno e Netuno em quadratura, representando o conflito entre a fantasia e a realidade. O Brasil sentiu bastante esse conflito e ainda sentirá por alguns meses adiante, pois os astros marcam um período de realismo e adequação a limites mais claros. Sem fantasia pode ser difícil viver, mas é melhor saber que ela só cabe no carnaval ou em outras festas populares, mas não mais na economia e nem na política.

E esse recado vem claro já no comecinho do mês, com Sol e Saturno esclarecendo limites, determinando responsabilidades e chamando à razão quem achava que podia viver na fantasia sem consequências.

A Lua minguante em Virgem dá o tom da primeira semana: ela ocorre no dia 3, e daí até o dia 11, quando Sol e Lua se encontram em Sagitário, precisaremos fluir no ritmo do aperfeiçoamento, da autocrítica e humildade. Somos chamados a ações úteis, com menos palavrórios e mais atitudes, pequenas e concretas.

Virgem é o signo do cotidiano, do meio ambiente, da busca de pureza e correção, o que nos dá a chance de sermos úteis, em pequena escala, na criação de um Brasil mais correto, saudável e no caminho do bem. A luta por uma alimentação com o mínimo possível de agrotóxicos pode ser uma ótima bandeira para o período, assim como a penalização dos responsáveis por crimes ambientais como o que tivemos em Mariana.

Os temas em alta neste mês são rumos para a humanidade e como agir para chegar lá, ou seja, temas sagitarianos, que destacam justiça e contatos internacionais, trabalho em equipe e revelação de horizontes mais amplos.

Dezembro também vem recheado de aspectos positivos, como os que vigoram de 4 a 8, envolvendo o energético Marte e o clarividente Sol em Sagitário, anunciando esforços conjuntos que impulsionem a criação de um mundo mais respirável e equilibrado. Governos e empresariado internacional terão de trabalhar juntos por isso e a marca astral é essa.

Entre 8 e 9, Sol e Urano trazem saídas inovadoras, revelações na área científica e novidades tecnológicas. Elas podem sinalizar ótimas notícias na área das comunicações, na descoberta espacial e na utilização social das tecnologias e invenções.

Mercúrio, o astro da comunicação e do pensamento prático, ingressa no responsável e objetivo Capricórnio, trazendo luz sobre ações possíveis para melhorar esta nossa Terra.

Mercúrio sendo astro de representação no sistema bancário e, aqui no Brasil, um astro muito importante para as análises sobre o que há de vir no plano financeiro, aponta também a promulgação de regras e votação de medidas que interferem diretamente na economia e na moeda nacional entre os dias 14 e 15.

Os explosivos dias 10 a 12 trazem problemas elétricos e risco de acidentes nas estradas e no espaço aéreo, tanto no Brasil quanto em outros países – e esse risco se repete entre os dias 28 e 30, datas em que será preciso redobrar a atenção nas estradas, devido ao grande acesso de pessoas em viagem para o fim de ano. A Lua cheia em Câncer no dia 11 traz, adicionalmente, o risco de atitudes xenófobas e beligerantes em relação aos povos que estão em processo de imigração em massa. Será um momento delicado internacionalmente.

Entre os dias 15 e 24, concentram-se aspectos planetários revigorantes. Mercúrio e Netuno inspiram atos de fé e demonstrações de arte e música populares. Para o Brasil, sucesso pela música, propaganda, TV e nossas praias. Porém, no âmbito financeiro, pode ser o sinal de malversação de fundos ou manobras enganosas nas finanças...

Vênus e Plutão valorizam nossos recursos naturais e nossas riquezas (minérios, petróleo etc) e todo recurso sob a terra receberá um novo influxo, o que será bom para nossa economia. Porém, temos o risco adicional de vermos reforçadas as ações de grupos que agem por baixo do pano, cujo objetivo será o de reforçar sua liderança política usando métodos pouco corretos. Também no plano internacional esse aspecto astrológico resulta no fortalecimento de agrupamentos políticos cuja força se baseia no controle do petróleo.

No dia 18, a minguante lunar em Peixes abre a temporada mais calma e propícia para o Brasil receber muitos estrangeiros nas nossas praias. Será uma importante fonte de divisas, como tem sido sempre, mas neste ano os espetáculos religiosos e artísticos de massa nas praias serão fortes atrativos. Também nos esportes, como natação, remo e futebol, teremos notícias interessantes.

Mercúrio e Plutão reforçam a tendência iniciada por Vênus dias antes, na direção de fortalecimento de agrupamentos de poder cujo controle é feito por meios escusos ou pelo domínio de recursos naturais como petróleo. Para o Brasil, significa leis e regras sobre a extração de minérios, petróleo e outras riquezas, e no mundo traz comunicados e ações de grupos beligerantes. O lado positivo desse aspecto é o avanço na pesquisa genética e biológica.

O verão começa no dia 22, com o Sol ingressando no ambicioso, prudente e realista Capricórnio. A partir daí, é época de planejar e projetar no futuro o que o Brasil pode e deve fazer para se tornar um país melhor. Bom momento também para novamente trazermos, como cidadãos, nossa responsabilidade diária na criação de um país melhor.

Como presente de Natal, teremos Vênus e Júpiter em ângulo positivo, intensificando a importância e o valor das ações em grupo, da diligência em tornar a vida mais rica e interessante, utilizando melhor o que temos disponível e nas mãos.

No dia 25 ocorre a cheia lunar no empático e emotivo Câncer, signo de reunião familiar e de busca de laços. Um signo que fortalece laços tem sua contrapartida na xenofobia, um perigo nesta época! Ainda bem que Mercúrio e Júpiter formam aspecto positivo, mostrando que por meio do diálogo será possível o entendimento entre as nações, respeitando-se a diversidade cultural.

Urano, o astro das rebeliões e do individualismo, começa a se movimentar novamente para a frente e, mesmo tratando-se de um movimento aparente, denota a efervescência geral em busca de liberdade de ação. No campo econômico, mostra novas iniciativas, mas também militarização e recrudescimento da ação de forças paramilitares.

Entre os dias 28 e 30 do mês, teremos o suavizante e artístico sextil de Sol e Netuno, trazendo a oportunidade de festas populares, mais musicais e que enlevam o povo. Teremos praias recheadas de gente e muitos estrangeiros chegando ao país, com a moda brasileira estourando pelo mundo fashion.

Vênus entra no otimista e energético Sagitário no dia 30, garantindo uma disposição ativa e esperançosa a todos, prestes a entrar num ano que nos exigirá ainda controle financeiro, pés no chão, previdência e firmeza no combate às fantasias que enevoaram nossos olhos.

Topo