Horóscopo

Céu do mês de julho de 2016: dias melhores para o nosso país

Getty Images

Barbara Abramo

Do UOL, em São Paulo

Mês de férias escolares no Brasil, julho se inicia com Vênus e Júpiter em sintonia, inspirando fé em dias melhores para o nosso país. O Sol em Câncer também se harmoniza com Netuno, indicando que a primeira semana do mês será ótima para as artes e, nas regiões mais quentes, para o turismo internacional. Pessoas de muito longe poderão aproximar-se de nossas amplas costas marítimas. Felizmente, arte, fé e expansividade são tendências pacificadoras. Em julho, a religiosidade do povo brasileiro se manifestará de formas criativas e artísticas. Mercúrio e Netuno também se encontram e se entendem, movimentando o setor das viagens, principalmente no início do mês.

Na primeira semana, ocorre a Lua nova em Câncer, o signo da ligação emocional, que aprofunda as conexões emotivas e afetivas, juntando pessoas de um mesmo clã, de uma mesma família, de uma mesma região. A contrapartida pode ser um excesso de desconfiança em relação a quem pensa e vive de um modo diferente. As manifestações de xenofobia e patriotismo podem se configurar como um perigo a ser evitado.

Na segunda semana, quando ainda vigoram os bons aspectos de Mercúrio, o cenário astral começa a ficar mais conturbado pelas lutas de poder e pelos confrontos na política. Sol, Mercúrio e Plutão opostos, dias 6 e 7, prometem diálogos corrosivos, problemas na área das comunicações e nas estradas. Pode ser que todos esses acontecimentos envolvam, de forma direta, alguns veículos da mídia. Educação e mobilidade urbana também poderão revelar-se temas explosivos. O ideal é não programar viagens para estes dias. A tensão entre Sol e Urano também aumenta o risco de acidentes elétricos ou com aeronaves.

Ainda assim, a segunda semana termina bem: Sol e Mercúrio em sintonia com Júpiter prometem melhorias na agricultura e na pecuária, carros-chefes da economia brasileira nesses tempos bicudos. A conjunção astral também melhora o diálogo e reforça a vontade coletiva de ver o Brasil rumar por caminhos mais justos, éticos e prósperos. Pode ocorrer um aumento ainda maior do turismo entre os dias 8 e 11. Nessa época, importantes decisões ligadas à justiça podem ser anunciadas.

A Lua crescente em Libra, no dia 11, reforça a necessidade de diálogo e a busca por um destino mais claro para a política nacional. Não será uma boa fase para os políticos da atual oposição, as iniciativas do governo provisório estarão favorecidas. Nessas duas semanas, haverá a necessidade de formalizar acordos importantes com as oposições.

No dia 12, Vênus entra em Leão, colocando em primeiro plano as relações internacionais. A partir daí, e com a movimentação de Mercúrio também em Leão, no dia seguinte, poderemos contar com alguns dias dourados, propícios para acordos comerciais, políticos e econômicos. Essa época vai do dia 15 a 19, configurando-se como excelente para expandir negócios de exportação, de agricultura e pecuária.

Em 18 e 19 de julho, importantes comunicados e decisões darão novo rumo às dificuldades financeiras, promovendo, também, a divisão de responsabilidades coletivas. Mercúrio e Saturno em sintonia favorecem projetos duradouros e construídos sobre bases sólidas. Para as comunicações, educação e sistema viário, é um momento de importantes percepções. É nesse clima que acontece a Lua cheia em Capricórnio, dia 19. Começa aí a fase de maior consciência e solidez na política.

O Sol entra em Leão dia 22, inaugurando um período de maior atividade, destaque e acontecimentos na área das relações exteriores. Os intercâmbios entre o Brasil e outros países devem dominar as conversas, os debates e as preocupações. Tudo a ver com a iminência das Olimpíadas!

Mais uma vez, Mercúrio movimenta a cena brasileira, com surpresas e novidades, nos dias 26 e 27. Só que, dessa vez, elas estarão ligadas ao campo da tecnologia, favorecendo as comunicações e o deslocamento do povo no país. Soluções originais e inesperadas podem surgir nessas áreas e também na educação.

No finzinho de julho, Urano retrograda em Áries, marcando um período de revisões de projetos tecnológicos, incluindo iniciativas conectadas com a energia elétrica, de fontes renováveis ou não. No âmbito internacional, a retrogradação de Urano representa a revisão de projetos de independência e fragmentação política. Por esse sinal astrológico, pode ser que o Reino Unido realmente venha a reconsiderar sua decisão da saída da União Europeia, por exemplo.

Mercúrio entra em Virgem no dia 30 de julho, abrindo a temporada mais movimentada na política nacional desde o último mês de abril. Assuntos que julgávamos superados voltarão à carga com força redobrada em agosto.

Como iniciou, julho termina sob ótimas vibrações astrais: Vênus e Urano se harmonizam, favorecendo as artes e a diplomacia, enquanto o Sol ilumina boas decisões de longo prazo, envolvendo responsabilidade social e senso de propósito, graças ao trígono com Saturno.

Topo