Horóscopo

Todo signo tem sua má fama; saiba de onde vem e como resolver a de cada um

Jeff Camargo / UOL
A má fama dos signos tem explicação e algumas atitudes bastam para melhorá-la imagem: Jeff Camargo / UOL

Shâmia Salem

Do UOL, em São Paulo

Pode soar exagero, maldade e até intriga da oposição dizer, por exemplo, que os escorpianos são vingativos e os librianos, indecisos. Mas acredite: essa má fama dos signos tem, sim, um fundo de verdade. “Se você não é uma pessoa evoluída, realmente vai pegar o lado mais negativo do seu signo”, afirma o astrólogo Antonio Facciollo Neto, fundador do Instituto Paulista de Astrologia. Porém, é perfeitamente possível fugir à regra. “Basta fazer uma autoavaliação, reconhecer seus pontos fracos e se conscientizar sobre a necessidade de se aperfeiçoar”, completa o astrólogo que, a seguir, explica os motivos da reputação negativa de cada signo e como melhorar.

Áries
Má fama: Grosseiro e agressivo
Explicação: Por ser o signo de luta, Áries não se importa muito com a ponderação, colocando toda a sua energia em combate. Como se não bastasse, seu elemento é o fogo, que está relacionado à explosão.
Para fugir à regra: É preciso treinar o autocontrole e estar sempre atento para evitar os excessos e as atitudes irracionais e violentas.

Touro
Má fama: Lento e conservador
Explicação: Apesar de forte, o animal que representa esse signo é devagar nos gestos e arredio a mudanças, por isso reflete muito antes de tomar uma decisão. Mas, uma vez que resolve mudar, dificilmente volta atrás.
Para fugir à regra: O taurino precisa ter sempre em mente que só pode gostar de algo novo se estiver disposto a experimentar.

Gêmeos
Má fama: Impulsivo e superficial
Explicação: Se por um lado o geminiano tem raciocínio rápido e sede por aprender e saber das novidades por outro, na mesma velocidade, ele fica entediado e perde a paciência para se aprofundar nos assuntos e nas relações. 
Como fugir à regra: O geminiano pode se tornar uma pessoa mais focada, madura e menos ansiosa se aprender a dosar o lado intelectual e o instintivo.

Câncer
Má fama: Tímido e emocionalmente instável
Explicação: Câncer é regido pela Lua, que muda de fase com frequência e governa tudo o que é instável, como as emoções e as marés. Além disso, tem o costume de se agarrar às coisas, assim como o caranguejo, seu representante.
Como fugir à regra: Precisa treinar o desprendimento para não sofrer tanto e, muitas vezes, em vão.

Leão
Má fama: Orgulhoso e impulsivo
Explicação: Tal qual o animal que ilustra o signo, o leonino é forte e audacioso, porém, tem dificuldade de controlar o impulso de querer dominar e de chamar a atenção.
Como fugir à regra: Fazer uma autoanálise é a melhor forma de enxergar seus defeitos e evoluir --quando isso acontece, o nativo desse signo acaba sendo generoso e protetor.

Virgem
Má fama: Frio e detalhista
Explicação: Além de Virgem ser governado por Mercúrio, que rege a razão, é um signo da terra, por isso gosta de segurança e estabilidade. Daí a tendência a se ater aos detalhes e ser um crítico feroz de tudo, de todos e de si mesmo. Além  disso, detesta mudanças e expor sentimentos, principalmente em público.
Como fugir à regra: Tentar olhar para o todo em vez de mirar num ponto específico e ser mais tolerante, inclusive consigo mesmo, é uma ótima forma de parar de sofrer com miudezas e de travar diante de mudanças inesperadas, afinal, elas sempre acontecem.

Libra
Má fama: Indeciso e manipulável
Explicação: A preocupação do libriano é manter a balança, que é seu símbolo, sempre em perfeito equilíbrio. Tanto é que se quiser fazê-lo sofrer, basta obrigá-lo a tomar uma decisão ou partido, já que ele não gosta de se indispor com ninguém.
Como fugir à regra: Claro que evitar conflitos é importante, principalmente no ambiente familiar e no trabalho, mas tomar decisões com mais agilidade também é essencial para não se anular e acabar se tornando dispensável.

Escorpião
Má fama: Vingativo e difícil de lidar
Explicação: Na mitologia, o escorpião é enérgico e associado à morte e à capacidade de dar botes certeiros e perversos ao combinar sua força com a fragilidade do outro. Já seu veneno aparece sob a forma de uma língua afiada e sempre pronta para criticar e mandar.
Como fugir à regra: Usar tamanha energia, determinação, capacidade de persuasão e sagacidade para administrar crises em prol do bem comum vai torná-lo uma pessoa admirável e querida.

Sagitário
Má fama: Desorganizado e irresponsável
Explicação: Representado pelo centauro (metade homem, metade animal), o sagitariano não pode ser domado. Se já não bastasse isso, ele ama a independência e a liberdade e busca expandir seus horizontes, o que explica a paixão por viagens e relacionamentos curtos.
Como fugir à regra: Reconhecer sua metade animal e trabalhar para que ela conviva em harmonia com a parte humana favorece a construção de relações mais estáveis.

Capricórnio
Má fama: Teimoso e rígido
Explicação: A figura representativa da cabra, que encara até os caminhos mais pedregosos e espinhentos para chegar ao topo da montanha, dá pistas de que o capricorniano tende a ser autossuficiente, teimoso e isolado.
Como fugir à regra: É imprescindível rever a necessidade de levar tudo a sério e querer sempre se destacar como o melhor, especialmente se tiver que pagar um preço alto por isso, como a solidão.

Aquário
Má fama: Estressado e intolerante
Explicação: Por ser um signo do ar, que se movimenta muito rápido, Aquário tende a ser instável, impaciente, intolerante e intempestivo com quem não caminha no seu ritmo acelerado.
Como fugir à regra: Treinar a estabilidade e entender que algumas coisas têm o tempo certo para acontecer é a chave para conseguir terminar o que começou.

Peixes
Má fama: Exageradamente sensível e fora da realidade
Explicação: Regido por Netuno, que governa o mar e está relacionado à instabilidade, o pisciano tem um humor bastante oscilante. Com isso, o nativo, apesar ser bom, generoso e solidário, tende a viver mais no mundo da imaginação do que na realidade.
Como fugir à regra: Dosar a sensibilidade é o caminho para não sofrer sem necessidade, viver com os pés no chão e parar de posar de vítima.

Topo