UOL Estilo UOL Estilo
01/10/2009 - 18h33

Dez passos para fazer a barba perfeita

A maioria dos homens vai aprendendo com muitos cortes, pela vida toda, qual a melhor forma de fazer a barba. Para tentar abreviar esse aprendizado, a coluna HORA H desta semana dá dicas de como fazer isso de modo mais eficiente e indolor, em 10 passos, e traz um apanhado de produtos necessários para o melhor barbear.

Getty Images

DICAS DE PRODUTOS

De um modo geral, valem algumas recomendações: É bom saber que para a barba perfeita é importante a escolha dos produtos corretos para cada tipo de pele. No mercado, há três tipos de espuma de barbear: mousse, gel, e creme. O primeiro é mais indicado para os homens com peles oleosas, enquanto os outros dois são ótimos para os que apresentam pele normal ou seca.

O melhor horário para fazer a barba é depois do banho, porque além da pele estar limpa, seus poros estão mais abertos. Esqueça a espuma do sabonete porque ela pode irritar a pele mais do que ajudar.

Veja se sua lâmina de barbear está em bom estado. Se for usar aparelhos descartáveis, use-os para três barbas --depois disso, pode estragar sua pele e provocar ferimentos. Cuidado com o escanhoar (o barbear feito no sentido contrário dos pelos), se sua pele é muito sensível, isso pode causar foliculite, um tipo de inflamação muito comum.

Lembre-se de que não existe o melhor tipo de instrumento para barbear, mas, sim, aquele que se adapta melhor à sua pele, tipo de barba e habilidade. Todos eles têm seus prós e contras.

A navalha é muito eficiente, pois corta os pêlos rentes à raiz, o que prolonga o efeito liso da pele. Entretanto, o uso da navalha requer muita prática e habilidade. Por isso, é melhor procurar um barbeiro para evitar ferimentos.

Os aparelhos descartáveis são os mais baratos e dão bom resultado. Prefira os modelos com mais de duas lâminas, que cortam os pêlos sem necessidade de passar pela mesma área várias vezes. Por outro lado, é o método mais abrasivo e pode causar irritação na pele. Para aliviar o atrito, o uso de cremes de barbear é imprescindível.

Os barbeadores elétricos são os mais práticos porque não precisam de cremes e praticamente são indolores. Como não cortam o pelo tão rente, diminuem a agressão em peles que apresentam foliculite, porém o resultado não é uma pele tão lisa quanto os outros dois aparelhos conseguem deixar.

Loção pós-barba não é frescura. Além de fechar os poros, alivia as irritações provocadas por agressões da lâmina. As mais comuns são à base de álcool, mas não são as mais indicadas, porque podem irritar mais ainda a pele.

10 dicas para um barbear perfeito
O barbeiro Raul Ribeiro de Camargo, que há 60 anos dá um trato no visual de pelo menos três gerações de paulistanos no Salão Marília, em Perdizes, São Paulo, ensina o passo-a-passo de uma barba bem feita

1. Prepare o rosto antes de começar a barbear. O primeiro passo é estar com a pele limpa. Lave bem o rosto e use um hidratante ou algum produto específico para amaciar os pelos da barba.

2. O uso de toalha quente ajuda abrir os poros. Um minuto é o suficiente. A barba feita após o banho também se beneficia desse mesmo efeito, provocado pela água. Quem tem pele seca deve evitar água muito quente, pois pode ressecar ainda mais.

3. Aplique a espuma de barbear e espere agir por pelo menos um minuto. Aproveite para fazer pequenos movimentos circulares e contínuos para que ele aja de maneira eficaz. Isto suaviza a pele, amacia os pêlos e os ergue, para que o barbear seja mais rente e com menos irritações.

4. Preste atenção no sentido em que os pelos crescem. Comece pelas costeletas, depois pela face e pescoço, passe pelas áreas ao redor da boca. Deixe por último o queixo, onde os pêlos demoram mais para amolecer.

5. Esticar a pele enquanto faz a barba ajuda a evitar ferimentos. Use as duas mãos. Uma para segurar o barbeador, a outra para esticar bem a pele. Isso evitará cortes.

6. Controle seus movimentos e não pressione a lâmina demais sobre a pele. Barbeie-se com movimentos curtos. Isto permite mais precisão e irrita menos a pele.

7. Depois de cada passagem de lâmina, lavá-la rapidamente com água morna para retirar o excesso de creme e pelos.

8. Lave bem o rosto após fazer a barba com água morna, para retirar o excesso de creme. Sinta se nenhuma área foi deixada de lado. Cuidado ao retocar, pois quanto se passa a lâmina em um determinado local, mais irritada a pele fica. Use um pouco de creme de barbear novamente nesta área.

9. Depois de barbear, lave o rosto com água fria, para fechar os poros. Evite esfregar a toalha. Seque-o levemente. Para finalizar, passe uma loção pós-barba sem álcool, de acordo com seu tipo de pele.

10. Se sua pele é muito sensível, evite usar bronzeadores ou filtros solares imediatamente após o barbear. Evite também fazer a barba no mesmo dia em que irá nadar, pois o cloro e o sal da água irritam a pele. Durante o fim de semana dê um descanso para sua pele e evite fazer a barba.

Colaborou para esta coluna Paula Baraldi

Ricardo Oliveros é arquiteto e mestre em arquitetura pela Escola de Engenharia de São Carlos/USP. Na Hora H, desistiu da prancheta. Há 15 anos trabalha como jornalista e é consultor de moda.

ÚLTIMAS COLUNAS

28/12/2010

05/12/2010

29/11/2010

22/11/2010

15/11/2010

08/11/2010

31/10/2010

25/10/2010

18/10/2010

11/10/2010

04/10/2010

27/09/2010

20/09/2010

13/09/2010

06/09/2010

30/08/2010

16/08/2010

09/08/2010

02/08/2010

26/07/2010

19/07/2010

11/07/2010

05/07/2010

28/06/2010

17/06/2010

07/06/2010

31/05/2010

24/05/2010

17/05/2010

10/05/2010

Mais colunas
Hospedagem: UOL Host