Moda

5 peças que os estilistas vestiram no passado e hoje não usariam mais

Divulgação
Todo mundo já usou uma peça da qual se arrepende, tipo os jeans "da mamãe" dos anos 90 imagem: Divulgação

Natália Eiras

Do UOL, em São Paulo

Trabalhar com moda não garante acertos em 100% do tempo. E ao longo dos anos, com as mudanças pessoais e na própria moda, até mesmo um estilista acaba torcendo o nariz para um look que ostentou há uma ou duas décadas. Durante a 40ª edição da São Paulo Fashion Week, que acontece até esta sexta-feira (23) na Bienal, em São Paulo (SP), o UOL Moda conversou com designers que revelaram as peças que usaram no passado só para se arrepender hoje: 

  • Ronaldo Fraga e a calça baggy

    "Não uso nem voltando para a moda, assim como a pochete, o cabelo arrepiado, essas coisas bem anos 80."

  • Lilly Sarti e a saia curta

    "Quando você tem 20, 30 anos, a sua cabeça muda. Certas coisas já não combinam mais comigo, nem com meu corpo ou minha idade. Acho linda, mas tem que estar em um shape muito bom, com um volume muito grande em cima. Quando eu tinha 20 anos eu usava tudo meio curto com curto."

  • Gina Guerra (Gig Couture) e a roupa apertada

    "Hoje eu não gosto mais. Não que eu tenha vergonha de um dia ter usado, mas acho que tenho um pouco de receio com coisas mais justas e curtas."

  • Adriana Bozon (Ellus) e o aplique de trança

    "No fim dos anos 90, quando eu morava em Londres, usava e achava o máximo. Não é especificamente uma peça de roupa, mas era uma moda. Tinha uma loja de peruca perto da minha casa e eu ficava louca."

  • Rachel Davidowicz (Uma) e os tubinhos

    "Não faria mais os tubinhos e os terninhos do início da minha carreira. Não faz mais o meu estilo".

Topo