Moda

6 problemas que os homens transgêneros enfrentam na hora de se vestir

Divulgação
Em "Meninos Não Choram", Hilary Swank interpretou um menino transgênero que escondia as mamas com faixas imagem: Divulgação

Natália Eiras

Do UOL, em São Paulo

Quando você não está exatamente dentro do “padrão” de beleza é sempre difícil encontrar roupa. Assim como as mulheres transgêneros, homens em transição ou que já fizeram a redesignação sexual passam por dificuldades ao montar um guarda-roupa que atenda sua nova silhueta.

O UOL pediu a ajuda aos membros da comunidade no Facebook Homens Transgêneros do Brasil, onde cerca de 1,2 mil pessoas trocam experiências sobre a transição, e conta os principais problemas que eles enfrentam na hora de se vestir.
 

  • Regatas muito cavadas ou roupas que marcam o busto

    Por não se identificarem com o corpo feminino, os homens trans veem os seios como "intrusos". Por isso, fazem de tudo para escondê-los, lançando mão de binders, espécie de colete que aperta as mamas. Então, modelos de peças que são muito cavados ou justos são o pesadelo, justamente por evidenciarem esse e outros macetes.

  • Suor nos dias mais quentes

    O binder não é uma das coisas mais confortáveis de se vestir nas altas temperaturas. "É um sufoco", comenta um dos integrantes que prefere não se identificar. Caso o trans não tenha se adaptado à peça, o jeito é vestir duas camisetas para esconder as mamas, o que só aumenta a sensação de abafamento. "Até roupa de frio a gente usa, mesmo estando super calor (risos)".

  • Cuecas especiais

    Antes de começarem a tomar os hormônios masculinos, os homens trans continuam a ter ciclo menstrual. Assim, todo mês eles precisam abrir mão das roupas íntimas masculinas para conseguir acomodar o absorvente externo. "É uma tristeza, porque a gente não quer mais usar calcinha", diz outro membro da comunidade. O jeito é investir em cuecas especiais que conseguem "segurar" o absorventes. Como, por enquanto, as peças são vendidas apenas no exterior, absorventes internos e coletores menstruais --"copinhos" que recolhem o sangue da menstruação-- são alguns truques que ajudam os trans nestes dias.

  • Roupas masculinas muito grandes

    As marcas usam as medidas de um homem cisgênero (que se identifica com o seu gênero de nascimento) para criar as peças que são disponibilizadas no mercado. Frequentemente menores do que os cis, os transgêneros têm dificuldade na hora de encontrar peças como calças e camisetas. "A gente usa muita bermuda, porque calça costuma ou ser muito larga na cintura ou muito comprida na perna", afirma um membro. Outra alternativa é caçar modelos na ala infantil das lojas de departamento. "Mas às vezes ela ficam pequenas demais (risos)".

  • Tamanho de sapato

    Assim como as roupas, os trans não conseguem encontrar sapatos que atendam sua numeração. "É tudo a partir do 40". Calçados considerados unissex são a saída encontrada para burlar o problema.

  • Montar um guarda-roupa do zero

    "As pessoas cis não percebem, mas elas colecionam roupas ao longo da vida toda. Nós, quando assumimos nosso gênero, precisamos começar tudo do nada. O jeito é ir 'roubando' roupa dos amigos", explica uma fonte.

Topo