Moda

Semana de Moda de Milão: os homens começam a desfilar no sábado

MILÃO, Itália, 18 Jun 2009 (AFP) - Os desfiles de prêt-à-porter masculino começam no próximo sábado em Milão, com apresentação das coleções de 39 marcas de Alta-Costura para o verão 2010, enquanto o setor têxtil italiano luta contra a crise econômica.

  • AFP

    Look masculino da Gucci para o inverno 2009/2010 desfilado em Milão


"Após um início de ano mediano, nós teremos para esta edição 12 coleções a mais em relação a janeiro", disse o presidente da Câmara de Moda, Mario Boselli, durante a apresentação do evento. Durante os desfiles de janeiro e fevereiro, os organizadores da Semana de Moda milanesa tiveram que enfrentar a deserção de várias marcas de Alta-Costura, uma dezena delas atingidas em suas coleções femininas.

De Gucci a Prada, passando por Giorgio Armani, os maiores nomes da moda italiana apresentarão suas coleções de 20 a 23 de junho, na companhia de marcas estrangeiras habituadas às passarelas milanesas: as britânicas Burberry, Vivienne Westwood e John Richmond, além de Alexander McQueen. "Eu espero que esta será a demonstração que, em momentos difíceis, mesmo os estilistas italianos se mantiveram unidos pela defesa da moda 'Feita na Itália'", disse Mario Boselli.

O setor de moda e têxteis italiano registrou faturamento em forte baixa de 15% durante o primeiro trimestre de 2009, enquanto as encomendas caíram 12,4%, segundo dados do Sistema Moda Itália (SMI) que reúne cerca de 60.000 empresas. "Em abril, a produção têxtil conseguiu um aumento de 1,7%, cifra que marca a inversão da tendência em relação aos últimos meses", estimou Boselli.

No início de junho, as empresas e sindicados ligados à moda italiana apelaram ao novo Parlamento Europeu que tomasse medidas de apoio ao setor para que "permita sobreviver à crise". Na Itália, principal produtora de tecidos e roupas da Europa, o setor de moda emprega 757.000 pessoas e movimenta 70 bilhões de euros.
Topo