Moda

Inspiração espacial na volta de Cardin às passarelas de Paris

Macacões da era espacial encontram vestidos de noiva de conto-de-fadas, grandes chapéus cloche e bijuterias de borracha no universo particular fashion de Pierre Cardin, que voltou nesta quarta-feira às passarelas da Semana de Moda de Paris.

  • AFP

    O estilista Pierre Cardin que, aos 88 anos, voltou a desfilar em Paris após 26 anos de ausência

Após um longo período de ausência, o estilista de 88 anos mostrou, no segundo dia de desfiles do evento, um olhar prêt-à-porter para homens e mulheres com um perfume pop anos 60 e ficção científica futurista.

O estilo clássico de Cardin não foi esquecido, como nos vestidos fluidos de noite, nas jaquetas de tweed em tons de terra e nos vestidos em tons pastéis, que pareciam mais apropriados para uma festa de casamento inglesa do que para uma viagem pela galáxia.

Abrindo o desfile, que aconteceu fora do Champs Elysees, Cardin trouxe um casal com macacões idênticos em rosa-pink, com anéis em volta dos joelhos que pareciam saídos do filme cult de Stanley Kubrick, "2001: Uma Odisséia no Espaço".

Apareceram também na passarela do estilista casacos em tecido impermeável de aspecto molhado, também em variações para homens e mulheres, em preto, prata e púrpura combinados a óculos escuros de design futurista e tiaras decoradas com parafusos e spikes (tachas pontudas).

Outros estilos de macacões também tiveram vez, com modelagem mais solta e esvoaçante, em rosa-pink e prata florescente atados nos tornozelos e pulsos.

Pulseiras, colares e tornozeleiras feitos de tubos de borracha, em rosa, laranja e verde, foram os acessórios para tops e calças pretas, enquanto as botas masculinas eram decoradas com detalhes de metal.

  • AFP

    Modelos desfilam criações de Pierre Cardin para o Verão 2011 na Semana de Moda de Paris

Em uma visão mais "terrestre", a jovem de Cardin aparece em minivestidos coloridos com saias de babados em vermelho e amarelo por cima de meias-calças, além de tops prateados e trenchcoats de modelagem ampla em azul brilhoso, laranja e rosa-pink.

Boinas largas e grandes chapéus cloche, em forma de sino, estavam por toda parte, além de bolsas GG, grandes carteiras e bolsas quadradas decoradas com enormes laços de metal como alças.

Uma grande boina fúcsia foi combinada com uma capa de manga morcego e uma calça legging, em verde ou malva, enquanto um chapéu de duende chamava atenção combinado com um sério pulôver de nervuras e legging.

O estilista francês também mostrou uma linha mais convencional, com tailleurs, vestidos coquetel em provocantes tons pastéis, com paetês púrpura e verde e tiras de tecido transparente esvoaçante nos ombros.

No grande final, os vestidos de noite apareceram em cores mais sóbrias e lembravam uma coleção para noivas, com modelos em seda ricamente bordada, mostrando que Cardin desfilou peças para todos os gostos nessa grande volta à moda parisiense.

Topo