Moda

Alexandre Herchcovitch se aventura na gastronomia em café de Paris

PARIS, 16 Nov 2010 (AFP) -Um dos mais famosos estilistas brasileiros, Alexandre Herchcovitch aventurou-se na gastronomia francesa, em uma iniciativa que reunirá designers dos quatro países emergentes conhecidos como BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China).

  • Roberto Setton/UOL

    Alexandre Herchcovitch em backstage de evento em São Paulo

Herchcovitch, que já apresentou suas coleções em Paris e agora desfila em São Paulo e em Nova York, criou para o histórico Café de la Paix, em frente à Opera de Paris, uma sobremesa que reúne a cozinha brasileira e a francesa. Os desenhos do estilista são de vanguarda e atraem uma clientela internacional.

Batizada de "French Brigadeiro", a sobremesa, que será servida entre janeiro e maio do ano que vem por 14 euros, recria um dos doces mais típicos do Brasil, eterno favorito das festas de aniversário.

"É uma sobremesa brasileira mesclada com mousse francesa", disse Herchcovitch, recordando que o brigadeiro veio de Portugual. "É um doce muito antigo", destacou o estilista, nascido em 1971 em São Paulo.

A iguaria de chocolate leva leite condensado e manteiga, e foi misturada pelo estilista com claras de ovos batidas para dar mais leveza.

Herchcovitch, cujas criações ecléticas se destacam pelas cores vibrantes, escolheu para o prato apenas uma cor, a do chocolate, usando suas diferentes nuances. Para incrementar, um sorvete com flocos de guaraná, fruta nativa do norte do Brasil.

Herchcovitch disse à AFP que esta experiência gastronômica foi "interessante", mas que suas intenções são de seguir a moda. "Gosto de comer bem, mas não tenho interesse comercial na gastronomia", contou.

O brasileiro disse ainda ter gostado mais da experiência pela "ideia de misturar duas receitas de dois países, muito interessante".

Ele enfatizou, no entanto, que não tinha o intuito de fazer referência ao Brasil em suas coleções. "Minhas criações são brasileiras só porque nasci no Brasil", afirmou Herchcovitch, cujos avôs vieram da Polônia para o país sul-americano.

"A fusão de culturas é muito comum [no universo da moda]", disse o chamado "enfant terrible" da moda brasileira, que deu seus primeiros passos neste mundo fechado, aos dez anos.

O brasileiro, que abriu recentemente uma loja no Japão, onde é muito conhecido, apresentou suas coleções em Paris entre 2001 e 2004. Agora, desfila na semana de Moda de Nova York e na de São Paulo.

"A moda para mim é a maneira como a gente se expressa por meio da roupa. O vestuário diz muito sobre quem somos", disse à AFP Herchcovitch, que reflete em seu estilo as influências de sua educação judaica ortodoxa, assim como a vontade de abalar o "status quo".

Depois do brasileiro, será a vez do russo Valentin Yudashkin criar uma sobremesa. Depois, o indiano Manish Arora e o chinês Franloe Xie inventarão seus pratos.

Topo