Moda

Rede de fast fashion H&M estreia na semana de moda de Paris

Benoit Tessier/Reuters
Isabeli Fontana desfila para a rede de fast fashion H&M durante a semana de moda de Paris imagem: Benoit Tessier/Reuters

De Paris

Os ricos, belos e famosos se reuniram na noite desta quarta-feira (27) em Paris no desfile da rede sueca de fast fashion H&M, no museu Rodin, nesta que foi a estreia da marca nas passarelas parisienses e um dos desfiles mais concorridos da semana de moda.

O lugar escolhido para o desfile da rede sueca foi o emblemático museu Rodin, onde Yves Saint Laurent costumava apresentar suas coleções e que já foi cenário para grifes como a luxuosa Christian Dior.

O desfile da H&M contou com Cara Delavigne e Arizona Muse na passarela, duas das modelos mais cotadas atualmente.

A coleção outono/inverno da marca se baseou em tons de preto e branco e apresentou um ar moderno e juvenil, com casacos e paletós de lã macia, vestidos festivos, além de calças e shorts combinando com botas de couro de cano alto.

O desfile da H&M, assim como o da britânica Topshop na última semana de moda de Londres, trouxe à tona a brecha que existe entre as redes populares de fast fashion e as grifes de "prêt-a-porter".

Esta é a primeira vez que a gigante sueca de varejo desfila em uma semana de moda e escolheu fazer sua estreia na capital francesa com a criação de uma gama mais sofisticada, utilizando sua experiência para oferecer modelos similares aos do "prêt-a porter", porém muito mais acessíveis.

"Gostaria que a H&M, em vez de cercar-se de estilistas conhecidos, como faz cada ano quando lança uma coleção criada por mestres como Lagerfeld, Lanvin ou Stella McCarthy, pudesse ajudar a fomentar jovens criadores", afirmou o diretor do museu da moda de Paris, Olivier Saillard.

A presença de marcas populares ao lado de luxuosas grifes nas semanas da moda de Londres e de Paris tem um eco no estilo que caracteriza, por exemplo, a primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, que costuma se vestir com roupas de renomados estilistas agregando acessórios de grandes redes americanas, como a J. Crew.

Esta é uma estratégia que a H&M deve ter observado com atenção e que lhe serviu para transformar seu desfile nesta noite em um dos momentos mais sofisticados da semana parisiense.

A semana de moda continua na quinta-feira com a histórica grife Balenciaga e a estreia de seu novo diretor artístico, o nova-iorquino Alexander Wang.

Topo