Moda

Van Noten e Oliveira levam elegância às passarelas de Paris

AFP e AP
Inspirado pelos uniformes militares, o português Felipe Oliveira Baptista exibiu uma coleção com looks utilitários e urbanos para o Verão 2014 parisiense imagem: AFP e AP

De Paris

Com os dourados e babados do belga Dries Van Noten e silhuetas inspiradas em uniformes militares do português Felipe Oliveira Baptista, a elegância mostrou diferentes facetas nesta quarta-feira (25) nas passarelas de moda feminina para a temporada primavera-verão em Paris.

"É a pessoa que imprime o look à roupa e não a roupa que disfarça a pessoa", disse Oliveira em entrevista após seu desfile, em que diz ter usado essa filosofia.

Após o primeiro dia, tradicionalmente dedicado aos jovens talentos, começaram os desfiles dos grandes estilistas de prêt-à-porter, clube exclusivo do qual Oliveira faz parte.

O português radicado em Paris apresentou semanas antes, em Nova York, outra coleção, para a Lacoste, mais "chique" e conforme as necessidades da marca do crocodilo, mas não tão original quanto a sua.

A passarela de Oliveira trouxe modelagens amplas, mas também outras justas, dependendo do modelo, com cinturas muito altas. As cores são, na maioria, monocromáticas -brancos, káki, verdes lavados e azul- levando a uma viagem imaginária e à aventura.

"É um pouco da ideia de uma viagem nômade, misturando muitas referências, incluindo os uniformes militares, que é algo com o qual sou um pouco obsessivo", explica. "Fiz um pouco de mistura de tudo isso, sem jamais ser literal, porque minha roupa, no final das contas, sempre é urbana".

A simplicidade rigorosa do uniforme militar traz sua funcionalidade, ainda que o estilista trabalhe também formas mais sensuais.

Do uniforme, passa ao macacão, com sua peça quadrada no busto com suspensórios cruzados nas costas. Mas abaixo da cintura há a surpresa de não ter calças, e sim saias amplas até os tornozelos.

O belga Dries Van Noten trouxe em seu desfile, primeiro, silhuetas sóbrias, até mesmo austeras, com saias de comprimento mídi (abaixo dos joelhos). Mas rapidamente aparece também na passarela uma leveza, com dourados que despertam o bege, como se folhas de ouro estivessem pregadas nos vestidos. Uma coleção que vai conquistar as mulheres elegantes.

Vestidos leves com saias médias apareceram na coleção da marca Rochas, com estampas de vegetais brilhantes que também brincam com o dourado em algumas ocasiões.

O estilo mudou por completo na coleção "Bomb girl" de Alexis Mabille, uma proposta sexy inspirada, segundo o criador, em Rosie the Riveter, ícone americano da mulher liberada, parecido com as pin-ups do ilustrador e pintor peruano Alberto Vargas. O busto é voluptuoso, a boca é vermelha e o andar é masculino: verdadeiras "sexy bombs".

A semana de moda de Paris coincidiu com a inauguração de uma deslumbrante exposição no Museu da Moda dedicada ao estilista Azzedine Alaïa.

Na quinta-feira, entram em cena os pesos pesados da moda, começando pela maison Balenciaga com criações de Alexander Wang, outro cosmopolita de 29 anos que também desfilou em Nova York com sua coleção própria.

Topo