Moda

Karl Lagerfeld traz Chanel colorida como uma galeria de arte

Getty Images
A Chanel, uma das principais grifes do mundo, desfilou seu Verão 2014 inspirada pela arte. O estilista Karl Lagerfeld apresentou uma extensa coleção com quase 90 looks que começou com peças no clássico tweed da marca, mas desta vez em rosa. O jeans, o preto e branco e diferentes trabalhos têxteis contaram a história para a próxima estação com visuais que exibiam o DNA da maison de uma maneira contemporânea imagem: Getty Images

De Paris

Branco e preto, infalíveis se tratando da Chanel, junto a uma grande, colorida e alegre paleta de cores. O estilista alemão Karl Lagerfeld apresentou nesta terça-feira (1º) uma coleção variada e fresca em um Grand Palais transformado em galeria de arte.

O desfile da Chanel é um dos mais esperados da semana de moda de Paris, principalmente porque Lagerfeld sempre surpreende com cenário e looks muito criativos.

Na coleção de alta-costura, em julho passado, as modelos desfilaram em um apocalíptico teatro destruído. Neste prêt-à-porter para a temporada primavera-verão 2014, Lagerfeld criou uma galeria de arte dedicada a Chanel, com dezenas de obras pintadas por ele mesmo.

"É ao mesmo tempo uma brincadeira e algo muito sério", disse o estilista ao final do desfile.

Uma pintura de um azul profundo lembra a bandeira europeia, mas no centro está a logomarca da Chanel, com os dois "C" entrelaçados e doze frascos do perfume Chanel Nº5 em volta.

Uma boneca de cera está no chão, nua. Um espelho permite ver entre suas pernas uma camélia, flor símbolo da Chanel. A camélia também está nas pinturas. "Eu mesmo as pintei. (...) Eu fiz tudo. Levei um mês e meio neste verão. Foi um lindo verão", explicou o "Kaiser" da moda.

As modelos desfilaram no meio das obras, com perucas e maquiagem muito coloridas, com olhos marcados. Sem dúvida, a tendência apresentada por esse desfile foram as cores, do pastel suave até tons mais vivos e alegres.

As estampas são "como pinceladas", disse Lagerfeld, explicando que usou mais de 150 cores.

340 metros, um longo caminho

Alguns vestidos são prolongados por pedaços de renda e em outros a camélia está presente.

Chamam atenção também as saias amplas em bege, delicadamente transparentes e muito elegantes. As jaquetas pretas e brancas, de aparência leve, sem dúvida vão fazer muito sucesso nas lojas.

Lagerfeld fez um jogo de simulação nas formas, como um short disfarçado de saia. Nos pés, botas altas, maleáveis e justas.

Entre as silhuetas um conjunto em rosa prestando homenagem ao famoso tweed da marca.

Famoso pelos acessóarios que cria, Lagerfeld mostrou nova carteiras com toque flúo e mochilas do tipo escolar com grafite.

"Há muitas ideias neste desfile", disse a ex-modelo estrela da Chanel, Inés de la Fressange, maravilhada por "todo esse colorido".

A cantora pop Katy Perry também estava na primeira fila, assim como Vanessa Paradis, fã da marca.

Como Lagerfeld nunca é igual a ninguém, não se contentou em apenas aparecer na ponta da passarela no final do desfile, mas percorreu a passarela por completo, lentamente.

"340 metros é um longo caminho. Era uma galeria gigantesca", disse o estilista no final do desfile, alternando beijos para os famosos com entrevistas em inglês, francês e alemão.

Topo