Moda

Em NY, Tory Burch mostra paixão por cavalos e Vera Wang busca nova silhueta

Tory Burch mostrou sua paixão por cavalos nesta terça-feira (16), na Semana de Moda de Nova York, enquanto Vera Wang, inspirada pelos os artistas Alberto Giacometti e Amedeo Modigliani, mostrou as silhuetas amplas e majestosas de sua coleção Inverno 2016.

O desfile de Vera Wang, no antigo prédio dos correios "James Farley", próximo da Penn Station, trouxe saias plissadas muito longas e até um minishort com detalhe em renda marrom em conjunto com uma pequena jaqueta de neoprene.

"Queria encontrar minhas novas proporções. Tinha que ser muito ampla, muito fina", disse Wang em entrevista à AFP após o desfile.

O "alongamento" da silhueta, de grande comprimento e atenção vertical, foi inspirado nas esculturas de Giacometti, enquanto as cores e o cenário foram baseados nas obras do italiano Modigliani.

Já a estilista americana Tory Burch buscou inspiração no cineasta francês Eric Rohmer para criar sua nova coleção, que traz à tona seu apreço pelos animais que costumava montar quando era criança. 

O filme "Amor à Tarde" (1972), de Rohmer, foi a base de criação para os desfiles, mais precisamente na cena do café, que fala de desejo e fidelidade.

A coleção, apresentada no David Geffen Hall, é esportiva e chique, elegante e descontraída, cheia de cores e otimismo.

A paixão de Burch por equitação veio interpretada nas produções: desde os vestidos de seda até casacos com estampas equestres, um toque refinado à moda voltada para a prática de esportes.

"Crio roupas para nossa coleção esportiva e queria fazer isso, influenciou a coleção principal", disse em entrevista à AFP a estilista de 49 anos, dona de um império de US$ 1 bilhão, segundo a revista "Forbes". "Gosto dessa combinação. O homem que tenho dentro de mim adora isso. Acredito que é assim que quero me vestir". 

Getty Images
Tory Burch fez uma representação de sua paixão por cavalos em looks esportivos sofisticados imagem: Getty Images

Topo