Luxo

Bolsa icônica da Hermès incrustada de diamantes bate recorde em leilão

AFP
A bolsa Himalaya Niloticus Crocodile Diamond Birkin imagem: AFP

Uma bolsa de pele de crocodilo incrustada de diamantes da Hermès estabeleceu um novo recorde mundial em um leilão, depois de ser vendida em Hong Kong por quase US$ 300.000 (cerca de R$ 1.076.490). O comprador anônimo levou a Birkin Himalaya Niloticus Crocodile Diamond após uma venda organizada na noite de segunda-feira pela casa Christie's.

A Christie's havia avaliado o acessório em dois milhões de dólares de Hong Kong e o comprador o levou por 2,32 milhões (R$ 1.071.081, US$ 298.655 dólares americanos, 267.000 euros). "Trata-se de um recorde mundial para uma bolsa vendida em um leilão", destacou Bingle Lee, porta-voz da Christie's em Hong Kong. Cada vez mais investidores se interessam nas bolsas de marca e estas últimas alcançam frequentemente o preço mais alto dos leilões.

A Diamond Himalaya, apresentada pela casa de leilões como a bolsa "mais rara e mais procurada", está incrustada de diamantes. Sua fivela, assim como as pequenas correntes típicas das bolsas da Hermès, são de ouro branco de 18 quilates. "Calcula-se que a cada ano são produzidas apenas uma ou dias Diamond Himalaya", comentou a Christie's em um comunicado.

A bolsa leiloada foi fabricada em 2008 e fez parte da linha dedicada à atriz e cantora britânia Jane Birkin. Há alguns meses, a artista denunciou "práticas cruéis reservadas aos crocodilos durante a morte" e pediu que a Birkin Croco fosse rebatizada. Uma Diamond Himalaya menor será leiloada na quarta-feira com um preço de saída estimado entre 1,3 e 1,5 milhão de dólares de Hong Kong (cerca de R$ 692.873).
 

Topo