Moda

Ombreiras volumosas se firmam como destaque nos desfiles internacionais

AFP
Ombros estão em evidência na coleção da Balmain na semana de moda francesa imagem: AFP

A Semana de Moda de Paris, que começou na última terça-feira (1º) com o desfile da marca Lucien Pellat Finet e será encerrada nesta quarta (9) com a coleção de Moon Young Hee, já mostrou algumas das tendências da moda feminina para o Inverno 2017. Uma delas, talvez a principal, é a abundância de volume nas peças, principalmente em casacos, jaquetas e blusas. As ombreiras grandes e pontudas, que fizeram tanto sucesso na década de 1980, voltaram paras as passarelas não só de Paris, mas também nas de Milão.   

Com um estilo de corte majoritariamente reto ou arredondado, as costas das modelos são alargadas, assim como as medidas dos braços, que somem nas largas e pesadas mangas dos casacos. Estes, aliás, parecem ter sido fabricados em tamanhos maiores ou desproporcionais. 

Quando não apareceram ombreiras, então, o volume está presente de outras formas, como no exagero de tecido dos braços, no caimento que dá a impressão de alargar os ombros ou até em regatas que têm suas alças rígidas levantadas até a altura das orelhas.

Em Paris, as grifes que até agora mais abusaram de ombreiras e de muito volume foram Jacquemus, Saint Laurant, Vetements, Dior, Balmain, Issey Miyake, Givenchy, Julien David, Céline, Lanvin, Maison Margiela e Chalayan. Já em Milão, Dolce & Gabbana e Versace usaram do volume para criar coleções para uma mulher poderosa, seja com roupas mais delicadas e cheias de detalhes ou com peças que misturam os universos feminino e masculino.

Topo