Luxo

Chanel realizará pela primeira vez leilão dedicado a joias

Divulgação
Joias da Chanel podem chegar ao valor de R$ 70 mil imagem: Divulgação

Pela primeira vez na história da Chanel, a grife francesa fará um leilão dedicado apenas às suas joias e bijuterias. O evento será realizado no hotel Drouot, famosa casa de leilões em Paris, no dia 10 de outubro. Uma semana antes, as peças que serão colocadas à venda estarão expostas ao público.   

O evento marca os 50 anos do lançamento da linha de joias da estilista Coco Chanel, fundadora da marca, e contará com mais de 410 peças valiosas. Os preços dos ornamentos, cuja maioria vêm da mesma coleção privada, vão de 20 euros à 20 mil euros (cerca de R$ 70 mil). A variação dos valores, no entanto, não é parâmetro para o bom gosto.

"É um trabalho digno de joias finas", afirmou a especialista Dominique Chombert. "Essas joias refletem o espírito e o estilo da Coco Chanel em mais de 50 anos de criação", declara a marca Chanel, em nota.   

A casa de leilões explica que, certa vez, um dos muitos amantes de Coco Chanel, Duque Dmitri, da Rússia, lhe deu de presente um bracelete de diamantes. Ela, chateada por ter que guardá-lo em cofres, teve a ideia de reunir estilistas e criar sua própria coleção de joias com preços mais acessíveis.

Pérolas verdadeiras misturadas com falsas, bijuterias folheadas a ouro e falsas joias são frutos de seu ilustre legado. Ela acreditava que a sofisticação não estava associada somente ao valor de pedras preciosas e sim ao design que a peça levava. Este foi mais um dos legados de Coco Chanel à indústria da moda. 

Topo