Moda

Semana de moda de NY terá modelos 'cheinhas'

Um desfile com mulheres "tamanho grande", inédito na semana de moda de Nova York, provocou uma polêmica sobre a relação entre moda e obesidade.

"Este é um passo na direção certa e deveria servir de exemplo para a indústria, de forma a acontecer com mais frequência", afirmou a modelo Lizzie Miller, que desfilará roupas dedicadas a mulheres mais cheinhas.

Os organizadores do desfile dizem que o objetivo é mostrar que mulheres mais rechonchudas também estão na moda e que os estilistas estão admitindo que elas também precisam ser cortejadas.

A grife Luca Luca, por exemplo, já está contratando modelos mais curvilíneas para os seus desfiles. A presidente da empresa, Yldiz Blackstone, diz que não é uma tendência passageira.

"Não acho que incentive a obesidade. É um estímulo a viver a vida e não se incomodar com as próprias curvas", afirmou.

Alguns acham entretanto que a tendência é um o problema, já que atualmente, 28% dos americanos são obesos, e não apenas saudavelmente curvilíneos.

Topo