Moda

Semana de Moda de NY: as pessoas comuns que roubaram a cena

AFP
A blogueira Tavi Gevinson em Nova York (10/09/2010) imagem: AFP

Alex Murray Da BBC News

Com a Nova York Fashion Week de 2011 em curso, os fashionistas mostram que têm confiado menos nas revistas e mais em blogueiros na hora de saber o que usar na próxima estação.

Muitos podem nunca ter ouvido falar de Tavi Gevinson, Scott Schuman, Susie Bubble e Bryanboy, mas estes são nomes conhecidos dos interessados no mundo fashion.

Todos os quatro integram a revolução dos blogs, fenômeno que vem virando o mundo da moda de cabeça para baixo.

Por anos, a moda foi algo determinado por um pequeno número de publicações cujos autores protegiam seus acessos a desfiles e aos estilistas tão bem quanto faziam com suas bolsas Chanel.

Até aqueles para quem moda significa ir ao shopping para renovar o guarda-roupas com itens básicos conhecem bíblias fashion como Vogue, Elle e Harper's Bazaar.

Mas os blogs vêm pouco a pouco tomando o espaço da mídia tradicional, à medida que mais e mais pessoas querem saber o que eles dizem sobre moda aplicada à vida cotidiana.

Estilo das ruas
Assim como os consumidores, os blogs surgem em diferentes formas e tamanhos.

O Sartorialist, de Schuman, retrata o estilo das ruas, encontrando inspiração no modo de vestir de pessoas comuns, sejam as que usam roupas de estilistas famosos ou as que vestem uniformes de trabalho.

Já Gevinson, que agora tem 15 anos e começou o blog Style Rookie aos 11, ficou famosa por traduzir as passarelas pelo prisma de uma adolescente fanática por moda.

Bryanboy é o diário e a janela para o mundo de Bryan Grey-Yambao, com comentários por vezes cáusticos de sua vida e obsessões.

O sucesso desses blogs mostra que paisagem hierárquica da moda sofreu uma mudança sem precedentes com o advento das mídias digitais.
 

Além da palavra escrita, vídeos online, fotos digitais e mídias sociais estão revolucionando a relação entre consumidores e marcas. Agora, qualquer um pode ser um crítico.

Quando as grifes colocam suas coleções online, as pessoas podem postar suas impressões quase que instantaneamente.

Outros preferem ir além e mostrar o que estão usando naquele dia. O YouTube também traz uma enxurrada de vídeos estrelados por adolescentes exibindo suas roupas e cosméticos.

Confessionais

E muitas empresas passaram a dar importância e a capitalizar essas recomendações aparentemente independentes vindas de pessoas que querem comprar seus produtos.

Os blogs se destacaram por permitir o diálogo, por terem textos cursos e opiniões longas - e por serem confessionais.

Mas o grande segredo do sucesso dos blogs é uma voz original e um senso de estilo diferenciado.

Robin Derrick, ex-diretor da Vogue inglesa, diz que há poucos blogs realmente bons. E que eles tiveram uma ascensão meteórica porque a mídia impressa foi lenta ao ocupar o vasto e emergente espaço online.

"Nada se compara a essa mudança de cenário. Foi uma incrível colisão de tantas coisas, tudo de uma só vez."
Lisa Armstrong, editora de moda do jornal britânico Daily Telegraph, insiste que os jornais precisam se engajar mais com o público jovem, que se informa pela internet.

"Os blogs não estão contra nós. Os editores de moda de jornais têm uma vasta experiência e sabem do que estão falando."

Moda mais acessível

Para muitas pessoas, a moda é algo inóspito e intimidante. Mas os blogueiros ajudaram e acabar com essa percepção de que você precisa ser do ramo para entender de moda.

"Eles tornaram tudo mais acessível", diz Bryanboy.

A velha-guarda, antes minada pelo crescimento dos blogueiros, reagiu com duas coisas que eles não tinham: dinheiro e acesso aos grandes eventos de moda.

Derrick vê a era dos blogueiros como uma imprensa alternativa, com vozes independentes, mas que está chegando ao fim à medida que eles buscam se manter a partir de seus sites e de suas reputações.

Bryanboy adimite que atualmente é mais difícil se destacar na blogosfera fashion.

"Será que precisamos mesmo de outra garota tirando fotos de si mesma nas ruas e postando em seus blogs todos os dias? Para um novo blogueiro conseguir algum impacto hoje, ele precisa oferecer algo realmente novo."

Topo