Moda

Pesquisadores britânicos procuram fórmula para "sutiã perfeito"

Divulgação
Ajustabilidade, suporte e conforto são fatores importantes para a criação do "sutiã perfeito' imagem: Divulgação

MÔNICA VASCONCELOS

Cientistas britânicos estão realizando estudos pioneiros, com o objetivo de criar o "sutiã perfeito". Para isso, a equipe, da Universidade de Portsmouth, na Inglaterra, está criando um banco de dados sobre a biomecânica dos seios.

Segundo os pesquisadores, as informações são valiosas em vários campos, da medicina ao esporte, passando pela indústria da moda. A equipe está investigando, por exemplo, as consequências da falta de suporte adequado para os seios durante atividades esportivas.

Esse tipo de conhecimento pode, mais adiante, abrir caminho para a criação de um sutiã que melhore o desempenho de atletas mulheres.

Padrões de movimento

Sob a direção da especialista Joanna Scurr (foto, à esquerda), a equipe do Departamento de Ciência e Esportes da Universidade de Portsmouth testou centenas de mulheres com tamanhos diferentes de seios, usando vários tipos de sutiãs e fazendo todo tipo de atividades - jogando tênis ou fazendo limpeza, por exemplo.

Durante os experimentos, os especialistas usaram tecnologias de ponta para capturar e medir movimentos do corpo e dos seios. Aparelhos especiais também avaliaram os efeitos dos diferentes tipos de sutiã sobre a atividade muscular e sobre as forças produzidas durante a atividade.

Os testes registraram um movimento máximo de 21 cm do seio durante exercícios. Quando uma mulher caminha, os seus seios se movem de três formas, em quantidades iguais (33%) para dentro e para fora, para cima e para baixo e de um lado para o outro.

Quando ela corre, no entanto, o padrão muda: 51% do movimento será para cima e para baixo, 22% de um lado para o outro e 27% para dentro e para fora. O padrão final do movimento assume o desenho de um 8. Como era de se esperar, quanto maior o seio, maior o movimento.

Mas os estudos também revelaram que o uso de um sutiã esportivo reduziu o movimento dos seios em quantidades semelhantes para mulheres com os menores e os maiores tamanhos de seios.

Segundo a equipe britânica, se o movimento não é reduzido, há o risco de que a mulher danifique os ligamentos que sustentam as mamas, os ligamentos de Cooper, que não podem ser reparados.

O excesso de movimento também pode ser doloroso, fazendo com que muitas mulheres se privem de esportes e de uma vida ativa e saudável.

No campo dos esportes, as investigações concluíram que o suporte inadequado dos seios pode afetar as forças produzidas por uma corredora, afetando seu desempenho.

Recomendações

Apenas recentemente fabricantes procuraram o auxílio da ciência na tentativa de melhorar o desenho do sutiã. "Nós abordamos a questão do suporte ao seio de um ângulo muito diferente em comparação ao desenhista de sutiã", disse Scurr à BBC Brasil.

"Desenhistas e fabricantes de sutiã tendem a olhar o que existe hoje e modificar isso. Nós estabelecemos o suporte requerido e trabalhamos com o fabricante para desenvolver produtos que atendam a esses requerimentos".

A maioria dos sutiãs convencionais tenta diminuir movimentos dos seios para cima e para baixo - mas não impedem movimentos laterais ou para dentro e para fora.

A equipe britânica diz estar tentando criar sutiãs que limitem os movimentos nas três direções. Mas, enquanto buscam o sutiã ideal, Scurr e sua equipe aconselham que, para fazer exercícios, as mulheres procurem sutiãs que se ajustem bem ao corpo e que ofereçam suporte adequado.

Entre os fatores a ser considerados estão ajustabilidade, alças largas e acolchoadas, suporte e conforto.

Topo