Moda

Top inglesa Agyness Deyn admite ter omitido seis anos de sua idade

Nelson Almeida / AFP PHOTO
A modelo inglesa Agyness Deyn desfila para a Ellus no São Paulo Fashion Week, Inverno 2009 (21/01/2009) imagem: Nelson Almeida / AFP PHOTO

A supermodel britânica Agyness Deyn, um dos rostos mais conhecidos do mundo da moda, admitiu ter mentido sobre sua idade, dizendo que tinha seis anos a menos, com o objetivo de impulsionar sua carreira.

Em entrevista ao jornal britânico "The Guardian", Agyness - nascida em 1983 - disse que a decisão de mentir sobre a idade foi tomada em 2006, ao ser contratada por uma agência de modelos de Nova York.

Antes disso, ela já tinha experiência como modelo, mas sem trabalhar para grandes grifes.

"Quando eu decidi que realmente trabalharia como modelo, eu tinha uns 18 anos, e eu acho que, na época, isso era ser um tanto velha para um rosto novo, então nós tiramos alguns anos", afirmou.

"Na semana passada, foi meu aniversário, e Henry (Holland, estilista e amigo da modelo) estava dizendo: 'Qual deveria ser a sua idade'? Porque isso fica muito complicado - quando o pessoal e o profissional colidem - e Henry disse: 'Parece que nós começamos a ficar amigos quando você tinha uns quatro anos'."

Especulações sobre a verdadeira idade de Agyness surgiram logo depois que ela se tornou um nome conhecido no mundo da moda.

Uma comunidade no site de relacionamentos Facebook chamada 'Agyness Deyn, você não tem 18 anos' foi criada em 2007. Ela é uma resposta a um artigo da revista New York, que afirmava que o ano de nascimento da modelo era 1989.

"Nós sabemos de pessoas que foram à escola com ela e que podem confirmar que ela tem 24 anos", dizia a comunidade, na época, em sua descrição.

Antes da entrevista ao "Guardian", a modelo nunca havia admitido publicamente ter escondido a idade para impulsionar sua carreira.

Mudança de nome

Além de mentir sobre a idade, Agyness também mudou de nome. Batizada Laura Hollins, ela adotou seu nome profissional depois de se consultar com Laurence Y Payg, que diz ser o único "analista de nomes" da Grã-Bretanha.

"Eu comecei a trabalhar como modelo, e eles diziam que existem montes de Lauras, e que poderia mudar de nome", disse Agyness ao jornal. "Eu pensei sobre isso e disse, OK, vou me chamar Agnes, a minha avó se chamava Agnes."

Para chegar à grafia "Agyness Deyn", considerada mais "positiva", o analista teria usado uma técnica chinesa de 3.000 anos.

Agyness já participou de campanhas para grifes como Armani, Vivienne Westwood e Burberry, e chegou a ser escolhida "modelo do ano" pelo British Fashion Awards em 2007. Além disso, ela está tentando fazer uma carreira também como atriz de cinema.

Topo