Moda

Modelo "peluda" em cartaz de campanha contra uso de peles causa polêmica

Divulgação/Peta
Campanha do Peta que sugere que uso de peles é tão pouco atrativo sexualmente quanto falta de depilação imagem: Divulgação/Peta

Uma campanha da organização Pessoas Pelo Tratamento Ético dos Animais (Peta, na sigla em inglês) causou polêmica na Grã-Bretanha ao mostrar uma modelo "peluda". Na nova propaganda a modelo Joanna Krupa é mostrada usando apenas uma calcinha e exibindo o que seria um excesso de pelos.
O objetivo é associar o excesso de pelos ao uso de peles e ridicularizar os dois.

A ONG Peta, conhecida por suas ações no mundo da moda, alega que o uso de peles implica em crueldade contra os animais e defende que as pessoas usem tecidos alternativos. Mas, para Harriet Walker, especialista em moda de um dos principais jornais britânicos, o The Independent, o cartaz faz uma crítica à algumas mulheres, comparando "a virilha não depilada de uma modelo a usar peles". "Claramente, esta imagem é um pouco de mau gosto - isto é o que a Peta faz e, algumas vezes, é eficaz", escreveu Harriet em um artigo no Independent. "Mas isto vem antes de você analisar o quanto é ofensivo e grotesco para mulheres sugerir que sua camada térmica natural é a) sexualmente desmotivante e b) o equivalente a usar partes de um animal morto."

A própria modelo deu entrevista à Peta comentando a campanha. "Eu queria fazer esta campanha e continuar falando às pessoas sobre como (o uso de) peles é ruim. Parem! Pele não é sexy. Não é Legal. Você está andando pela rua usando peles - você realmente parece um idiota", afirmou Krupa à organização.

Histórico controverso
O jornal americano Huffington Post também divulgou a última campanha da Peta com a modelo polonesa lembrando que não é a primeira vez que a organização usa este tipo de recurso. "A Peta capitaliza com propagandas chocantes, que, frequentemente, mostram celebridades nuas para promover os direitos dos animais." Nomes famosos como Naomi Campbell, Pamela Anderson e atrizes como Eva Mendes e Charlize Theron já participaram de algumas destas ações, sempre com o slogan "I'd rather go naked than wear fur" (ou, "Prefiro ficar nua do que usar pele", em tradução livre).

O britânico Daily Mail também comentou a propaganda da Peta mostrando inclusive fotos de bastidores com Joanna Krupa. E lembrando outras ações polêmicas. O jornal citou um protesto da organização ocorrido em Los Angeles em 2011, no qual modelos nuas fingiam tomar banho em público causando até um acidente de trânsito.

Topo