Moda

Loja britânica aposenta manequim com cintura "impossível" após reclamação de clientes

Sarah Hayter/Facebook
A loja New Look já retirou a manequim da vitrine de uma de suas lojas, em Kent imagem: Sarah Hayter/Facebook

Uma loja britânica retirou um manequim de uma de suas vitrines após clientes terem reclamado que a loja estava promovendo uma "imagem corporal irreal".

O alerta veio depois que uma freguesa, Sarah Hayter, postou uma foto do manequim na loja da rede New Look em Tunbridge Wells, no sudeste da Inglaterra. O manequim, que vestia um conjunto de lingerie, tem uma cintura extremamente fina.

Hayter escreveu no Facebook que este tipo de manequim passa "a mensagem errada" para as consumidoras.

Em uma declaração divulgada na web, a New Look afirmou que retirou o manequim da vitrine imediatamente depois de ser alertada.

"Na New Look nós nunca queremos encorajar as mulheres a tentar alcançar uma imagem ou estilo de vida que não é saudável ou que é inalcançável", afirmou a cadeia de lojas de roupa na resposta dirigida a Sarah.

"As questões levantadas hoje serão tratadas como alta prioridade para evitar qualquer outro problema."

Outros usuários do Facebook elogiaram Sarah por levantar a questão; uma chegou a dizer que o manequim era "horrível" e passava "uma mensagem terrível" para as jovens.

A empresa informou que vai iniciar uma investigação para garantir que este tipo de manequim não tenha sido usado em nenhuma outra loja.

Esta não é a primeira vez que uma rede de lojas de roupas é criticada por causa de manequins com corpos excessivamente magros na vitrine.

Em maio, a marca de lingerie de luxo La Perla foi obrigada a retirar uma manequim de uma vitrine em Nova York depois que uma consumidora reclamou que a boneca parecia magra demais.

Topo