Moda

Gucci ousa e aposta em estética "new wave"; Versace joga com a tradição

Roma, 19 jan (EFE).- A grife italiana Gucci aposta em um homem ambíguo que usa pele e materiais sintéticos com calças cigarettes apertadas, e que remonta à estética dos grupos "new wave" dos anos 1980 para a temporada outono-inverno 2009-2010.

A marca exibiu suas tendências para o homem moderno no terceiro dia da semana da moda de Milão, com modelos cada vez mais magros desfilando peças de materiais sintéticos com alguns brilhos e com duas cores predominantes: azul e preto.

Esta combinação que remonta aos anos 1980 concorre nas peças de Gucci com as peles dos casacos, o que mostra uma clara aposta pela inspiração no rock de lendários grupos como o britânico Suede.

Outra grife que apostou nas peles foi a Versace, principalmente no pescoço dos homens do próximo inverno com cachecóis, que acompanham propostas muito mais sérias e sóbrias que a da Gucci.

Tons marrons e cinzentos foram vistos em uma coleção outono-inverno 2009-2010 que, no caso da Versace, aposta em um homem com camisas de gola alta e que se veste com seriedade e classicismo, e não revolucionário, como é o caso da Gucci.

Longe dos roqueiros da Gucci, o belga Dirk Bikkembergs aposta no lado mais esportivo do homem.

A coleção da grife mistura peças como jérsei com capuz com a seriedade de casacos longos abotoados, combinando três cores básicas: azul, vermelho e branco.

Enquanto isso, a Moschino propõe um jovem irônico e um pouco surrealista com toques de cor bordeaux ou verde, com casacos duplos abotoados, em um dia no qual desfilou a firma Ermenegildo Zegna.
Topo