Moda

Leilão de objetos de Versace arrecada quase 8 milhões de euros

Londres, 18 mar (EFE) - Os objetos da mansão que o estilista Gianni Versace tinha junto ao lago de Como, no norte da Itália, foram vendidos por 7,41 milhões de libras (quase 8 milhões de euros) no leilão realizado hoje pela Sotheby's, em Londres.

A quantia arrecadada superou todas as expectativas dos leiloeiros, que esperavam arrecadar 2,8 milhões de libras (2,14 milhões de euros) com a venda.

  • Tobby Melville / Reuters

    Pessoas observam escultura feita pelo artista Antonio Canova, obra que pertencia ao estilista Gianni Versace, arrematada em leilão por 433.250 libras, dez vezes mais que o esperado

"O leilão foi incrivelmente bem", disse à Agência Efe um porta-voz da Sotheby's, segundo quem os lances começaram de manhã e só terminaram no começo da noite.

A Villa Fontanelle, uma mansão do século 19, foi decorada por Versace (1946-1997) no estilo neoclássico, com especial atenção nos pequenos detalhes, como mostrou a Sotheby's antes do leilão com a recriação, em suas salas, dos ambientes da mansão do gênio da moda.

Durante 20 anos, a luxuosa propriedade foi a residência favorita do estilista, que costumava passar lá os fins de semana na companhia de personalidades como a falecida Lady Di e os cantores Elton John, Sting e Madonna.

Mais de 500 pertences da Villa Fontanella, entre tapetes, quadros, esculturas, camas, móveis e pinturas, foram leiloados nesta quarta-feira.

O lote mais disputado incluía dois lutadores de gesso em tamanho natural, obra do escultor italiano Antonio Canova (1757-1822), e foi arrematado por 433.250 libras (463.577 euros), dez vezes mais que o esperado.
Topo