Moda

Criação de Kate Moss é eleita "vestido do ano" na Inglaterra

Londres, 3 mai (EFE).- A modelo britânica Kate Moss desbancou vários "figurões" da moda como Calvin Klein e Alexander McQueen com um modelo desenhado por ela para uma popular rede de lojas e que foi eleito o "vestido do ano" na Inglaterra.

O modelo, de mangas longas, estampado com fundo preto e abotoado na frente, que custa na loja apenas 60 libras (US$ 90), foi escolhido o "vestido do ano" pelo Museu da Moda de Bath (sudoeste da Inglaterra), que possui uma das maiores coleções da história da moda.
  • Reuters

    Vestido criado por Kate Moss para a loja "fast fashion" inglesa Topshop


"Não me surpreende que o modelo desenhado por Kate Moss tenha ganhado. É um modelo com um senso de estilo muito claro, aplicado com grande sucesso por uma das principais redes de roupas", comentou a diretora do museu, Rosemary Harden, citada hoje pelo jornal "The Independent on Sunday".

Kate Moss é "uma força extraordinária criativa no mundo da moda", afirmou Harriet Quick, da revista "Vogue".

A conquista desse prêmio, concedido desde 1963 ao melhor vestido do ano, é uma dupla vitória para Moss, já também o recebeu por outro vestido com estampa de estrelinhas que a modelo usou em sua festa de aniversário, em janeiro de 2008.

Entre os ganhadores anteriores do prêmio estão estilistas conhecidos internacionalmente, como John Galliano, Jean-Paul Gaultier e Giorgio Armani.

Segundo os comentaristas, o fato de um vestido de confecção ter ganhado representa uma mudança de direção na indústria da moda britânica, que parece abrir mão de sua obsessão pelas grandes marcas típica dos anos 90 a favor de um estilo mais democrático e de acordo com a atual recessão.
Topo