Moda

Obama, Assange e Colin Firth estão entre os mais bem-vestidos do mundo

Paris, 19 abr (EFE).- O presidente norte-americano, Barack Obama, e o fundador do Wikileaks, Julian Assange, estão entre os 20 homens mais bem-vestidos do mundo, segundo o jornal "Le Figaro", que destaca também o diretor norte-americano e estilista Tom Ford e o vencedor do Oscar de melhor ator Colin Firth.


Obama, a quem o último número da revista "Le Figaro Madame" identifica como uma mistura de um "lado 'cool' da costa Oeste" e um estilo "chique e intelectual da costa Leste" dos Estados Unidos é o "presidente do estilo" em seu país, segundo essa publicação. "De terno ou jeans, tem um carisma inoxidável", acrescenta a revista.

O suplemento do jornal conservador "Le Figaro" se fixa também nos guarda-roupas de Assange, o "homem com cara de anjo e cabelos brancos 'sexy' que abalou a diplomacia americana". "Com seu visual de antigo aluno de Oxford, encontra a fórmula para intrigar as meninas jovens", diz a revista.

Entre os mais bem-vestidos também está o vencedor do Oscar de melhor ator por sua atuação em "O Discurso do Rei", Colin Firth, uma personalidade com uma imagem "muito chique britânica, sempre impecável, tanto de terno como em roupas para o fim de semana".

Firth "é o modelo do homem naturalmente elegante", diz a "Le Figaro Madame", que cita também o bem-sucedido estilista e diretor Tom Ford.

O texano é "a publicidade ideal para suas criações de 'glamour' e luxo", um dândi com o título honorífico de "doutor da perfeição".

A variada lista inclui ainda o presidente espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, o famoso chef britânico Jamie Oliver, o empresário francês Antoine Arnault - filho do magnata Bernard Arnault - e o marido da atriz mexicana Salma Hayek, o milionário francês François-Henri Pinault.

Na lista de homens mais bem-vestidos aparecem ainda o ator sueco Alexander Skarsgard ("True Blood"), o compositor e produtor musical inglês Mark Daniel Ronson, o primeiro-ministro da Noruega, Jens Stoltenberg, e o porta-voz do governo francês, François Baroin.

A lista se completa com o herdeiro da Fiat, Lapo Elkann, os jornalistas franceses Harry Roselmack e Nicolas Demorand, além do canadense Tyler Brûlé, o designer holandês Marcel Wanders e o espanhol Jaime Hayón.

Topo