Moda

Promessas da alta moda fecham semana de desfiles em Milão

EFE/Giulio Di Mauro
Modelo desfila roupa criada pelo estilista Erkan Çoruh na Semana de moda de Milão (27.09.2011) imagem: EFE/Giulio Di Mauro

Roma - Os jovens estilistas foram os protagonistas do último dia da Semana da Moda de Milão nesta terça-feira (27), após sete dias em que o evento foi a vitrine das próximas tendências para a primavera e o verão (Hemisfério Norte) de 2012.

Erkan Çoruh, estilista turco estabelecido em Milão, apresentou uma coleção muito influenciada pela tradição islâmica de seu país, composta por peças vaporosas, complementadas com sandálias entrelaçadas e muitas transparências, sua marca pessoal. Suas modelos também desfilaram ostentando longos véus que ocultavam seus rostos sem cobrir o cabelo, solto sobre os ombros.

  • Getty Images

    Modelo mostra criação com linhas limpas e cores claras da estilista Chicca Lualdi Beequeen

A italiana Chicca Lualdi Beequeen foi fiel à sua "vocação minimalista, de linhas limpas e cortes decididos". Seus traços, às vezes rígidos, às vezes suaves, destacaram a sofisticação feminina, com uma boa profusão de cores claras. As modelos desfilaram com os cabelos presos, ligeiramente despenteados, o que conferiu desenvoltura e uma aparência moderna.

Já Cristiano Burani, de 40 anos, apresentou uma nova mostra de seus toques rígidos e estruturados. Suas peças delinearam mulheres com classe, que não temem discretas transparências e que utilizam gorros de lã e chapéus-coco como elementos de reforço, e não de mero adorno. O lamê e as lantejoulas estiveram muito presentes na passarela, seguindo a linha habitual das criações anteriores de Burani.
 

  • EFE/Giulio Di Mauro

    Modelo desfila look da coleção de Verão 2012 da estilista Francesca Liberatore, umas das promessas da alta-moda italiana

A parte final do dia foi dedicada às promessas da alta moda, nomes como Mauro Gasperi, Sergei Grinko e Francesca Liberatore, que deixaram uma boa impressão com suas coleções personalistas e imaginativas.

Mauro Gasperi transferiu formas arquitetônicas e gráficas a suas peças; Francesca Liberatore se inspirou no fundo do mar; enquanto Sergei Grinko trouxe a fantasia mitológica para seus vestidos.

Estes três estilistas fecharam uma semana da moda marcada pela inovação, a reinvenção das grifes tradicionais e as surpresas.

Topo