Moda

Emporio Armani mostra cortes assimétricos e futurismo em desfile em Milão

Getty Images
Looks de Emporio Armani para o Verão 2013 desfilados durante a semana de moda de Milão (20/09/2012) imagem: Getty Images

De Roma

A grife italiana Emporio Armani encheu de cortes assimétricos e ares futuristas a passarela da semana de moda de Milão nesta quinta-feira (20), apresentando uma coleção primavera-verão 2013 de tecidos leves que se adaptam ao ritmo de vida da mulher contemporânea.

O veterano estilista Giorgio Armani apresentou o habitual espetáculo de tons sóbrios com que costuma tingir as passarelas. Aos seus famosos azuis escuros e cinzas azulados, a Empório Armani somou tons ocres e marrons desbotados, combinados com brancos e prateados, criando um ar futurista e asséptico que permeia a coleção que desenhou para a próxima temporada de calor.

Cetins e chiffons dividiram a passarela com estampas inspiradas no tartan, criando combinações em que predominaram os vestidos de cortes assimétricos e a dupla shortinho e blazer ou colete, com sapatos amarrados nos tornozelos e com bico de aspecto também futurista.

Em alguns momentos, o movimento que Giorgio Armani deu aos vestidos da coleção, criando efeitos degradê, lembrou uma releitura das roupas usadas pelas melindrosas dos anos 1920.

Os desfiles desta quinta-feira foram abertos pela marca Max Mara, com uma coleção que aposta nas cores da África, com a combinação de cores lisas e estampas selvagens, em particular a pele de leopardo.

Os tons terrosos predominam na proposta da Max Mara para a primavera-verão de 2013, em que aparecem macacões cáqui e cujo objeto de desejo é uma fita larga nos cabelos.

A marca Blugirl, por sua vez, exibiu uma proposta de tons mais bucólicos, com vestidos longos de estampas florais vivas e chapéus de aba larga, alternado com penteados com tiara e trança.

Amanhã sobem à passarela no terceiro dia da semana de moda de Milão, entre outras, as coleções de Moschino, Just Cavalli, Iceberg e Versace. 

Topo