Moda

Bolsas "surrealistas" que conquistaram Lady Gaga chegam a Paris

Divulgação
A bolsa em formato de caveira criada pela designer de acessórios Inés Figaredo imagem: Divulgação

De Paris

A designer Inés Figaredo, que seduziu a cantora Lady Gaga com suas bolsas surrealistas, apresentou nesta sexta-feira (27), na semana de moda de Paris sua nova coleção, que combina cabelo humano, próteses dentárias com pele de iguana, cristais Swarovski e ouro.

"É uma coleção muito humana, do ponto de vista tangível", explicou à agência Efe esta madrilena. Como obras de arte, suas peças interpelam o espectador, produzindo admiração ou rejeição, porque, como ela mesma diz, "em cada bolso se esconde uma intenção".

A bolsa Cabeza, em sua versão careca ou coberta com cabelo humano, é salpicada de olhos de cristal de diferentes tamanhos e cores com pálpebras banhadas em ouro.

Na coleção, batizada Feelings (sentimentos), não poderia faltar um coração. Ele está quebrado e cada fissura mostra o vermelho interior, e tem rosquinhas, pipocas e uma claquete, em referência ao cinema, como ferramentas para curá-lo.

Os dentes dourados da serpente que percorrem a bolsa Veneno morderam um indivíduo cuja cabeça ferida pende em uma miniatura. Na outra extremidade, uma pequena seringa banhada em ouro traz o antídoto para evitar a morte.

Uma das peças mais chamativas, tanto em termos artísticos como funcionais, é a que representa uma boneca de tela maquinetada, fechada em uma jaula onde podem ser guardados os objetos pessoais que se queira ter por perto.

"Vamos à origem das coisas, ao literal, ao óbvio, com um significado muito profundo", conta Figaredo sobre as peças que exploram o interior humano, desde o exterior.

Esta temporada, Figaredo lançou uma nova versão de sua célebre bolsa Caveira, a preferida de Lady Gaga e também usada pela atriz Rossy de Palma em um evento no Hotel Bristol de Paris. Para ela, a estilista cobriu o crânio banhado em ouro com 14 mil cristais Swarovski e manteve a articulação da mandíbula e as próteses dentárias originais.

É a peça mais cara de uma coleção com preços que variam entre US$ 800 e US$ 9.300, ou entre R$ 1.800 e R$ 21 mil.

A designer confessou que nos últimos dois anos e meio avançou de forma "muito silenciosa", com um trabalho "muito árduo e muito solitário" que permitisse garantir bases.

Já vendendo em mercados tão diferentes como Japão, Rússia, Itália, China e Estados Unidos, além da Espanha, Figaredo agora decidiu dar o salto a Paris para ampliar seus horizontes.

"Foi uma transição bastante interessante o de industrializar a empresa, sem perder o conceito e o cuidado na produção", explicou Figaredo.

Sua madrinha nesta aventura foi a figurinista da série "Sex and The City", Patricia Field, que descobriu uma bolsa de Figaredo e entrou imediatamente em contato com ela.

"Isso nos deu o impulso suficiente para saber que o produto estava sendo recebido positivamente e que tínhamos um tipo de clientela muito interessante", explicou a estilista sobre a parceria com Field, que a apresentou a Lady Gaga e Willow Smith, filha do ator Will Smith.

"Estas são de verdade bolsas de luxo, no sentido de que há um amor em cada peça, uma dedicação, que te leva ao sonho, ao humor", descreveu Rossy de Palma logo depois do desfile em Paris. 

Topo