Moda

Ex-espiã russa estreia no mundo da moda como estilista

AP
Em imagem tirada em junho de 2012, a ex-espiã russa Anna Chapman participa de desfile de moda, em Antália, na Turquia. Agora, foi a vez de Anna estrear como estilista durante salão de moda na mesma cidade imagem: AP

De Moscou

A ex-espiã russa Anna Chapman, que ganhou fama após ser deportada em 2010 dos Estados Unidos, fez nesta quinta-feira (9) sua estreia na moda apresentando sua primeira coleção de roupas femininas.

Anna apresentou a linha que leva seu nome no salão da moda que acontece no balneário russo de Antália (Mar Negro), segundo informaram as agências locais.

Apresentadora de TV, a russa virou, desde o escândalo de espionagem, figurinha fácil nas revistas sensacionalistas russas, nas quais quase sempre aparece usando lingerie.

Em julho do ano passado, a ex-espiã voltou às capas ao pedir em casamento o ex-analista da CIA, Edward Snowden, que havia se refugiado pouco antes no aeroporto moscovita de Sheremétievo.

Anna, que já chegou a ser condecorada pelo presidente russo, Vladmir Putin, pelos serviços à pátria, voltou a atrair os holofotes na época ao postar "Snowden, casa comigo?" em sua conta no Twitter.

Em julho de 2010, Chapman voltou, com outros dez agentes, à Rússia após a maior troca de espiões com os Estados Unidos desde o fim da Guerra Fria, quando Moscou entregou em troca a Washington quatro membros dos serviços secretos norte-americanos que cumpriam pena.

Após o escândalo, o Foreign Office britânico decidiu revogar a cidadania britânica de Anna, cujos rudimentares métodos de espionagem foram criticados por ex-agentes dos serviços secretos russos e por seus antecessores soviéticos.

Topo