Moda

"Não é porque está na moda que você precisa vestir algo", diz Carolina Herrera

EFE
3.set.2014 - Carolina Herrera recebe o prêmio máximo do Conselho de Costura do Instituto de Moda de Nova York imagem: EFE

A elite da moda nova-iorquina homenageou nesta quarta-feira (3) uma de suas mais distintas figuras. Carolina Herrera recebeu o maior prêmio do Conselho de Costura do Fashion Institute of Technology de Nova York, e quis prevenir às "vítimas da moda": "Pensem um pouco. É melhor vestir-se de forma bonita do que esquisita".

No jantar em sua homenagem, a estilista dividiu a mesa com seus amigos Oscar de la Renta e Ralph Lauren, entre outros, e não duvidou em ir vestida de branco, "porque é a cor para grandes ocasiões como esta", disse ela à Agência Efe, em entrevista.

"Este não é mais um reconhecimento. É um reconhecimento que me fascina", admitiu.

Carolina Herrera nasceu em Caracas, em 1939, e ingressou na moda relativamente tarde. A presidente do instituto, Joyce F. Brown, disse que Carolina é uma prova de que a vida para a mulher pode começar aos 40.

"Essa foi à idade na qual ela reinventou a si mesma como desenhista de moda", disse a presidente, que lembrou que a estilista deu à mulher a possibilidade de se vestir de maneira elegante e, ao mesmo tempo, cômoda não só nas grandes ocasiões, mas também no dia a dia.

Segundo a diretora do museu do instituto, Valerie Steele, assim como Coco Chanel, Carolina Herrera se tornou famosa por criar um tipo de peça bonita e elegante que ela mesma usa.

"Ela é seu melhor modelo e muitas mulheres querem ficar parecidas com ela", afirmou.

Hoje, a estilista disse que o único segredo para ir sempre bem-vestida não é estar tanto por dentro das últimas tendências, mas buscar um estilo.

"As mulheres têm que estar muito atentas ao que cai bem nelas. Não é porque está na moda que você precisa usar algo que não fica bom para a sua imagem", afirmou.

Com Oscar de la Renta, Calvin Klein, Ralph Lauren, Valentino e ela mesma, muitos apontam o fim de uma era, mas Carolina assegura que "a moda nunca acaba, não vai acabar. É parte da civilização".

Carolina Herrera disse olhar sempre para frente, já que, segundo ela, um estilista tem que estar sempre vendo o que está acontecendo no mundo.

"Eu estou no futuro e não no passado. Do passado já se viu tudo e a moda é uma repetição de ideias que você tem que pôr junto para fazê-lo diferente", garante.

Também participaram do evento a atriz Lucy Liu, o comediante Seth Meyers e a diretora da revista "Vogue" Estados Unidos, Anna Wintour. Já foram agraciados nas edições anteriores do prêmio Karl Lagerfeld, Isabel Toledo, Giorgio Armani, Valentino Garavani e Oscar de la Renta.

$!$render-component.split('/')[$math.sub($render-component.split('/').size(), 1)]

Topo