Moda

Relógio de bolso de Churchill é leiloado por R$ 2,9 milhões em Londres

Divulgação/Sotheby's
Winston Churchill ganhou o relógio após vencer a Segunda Guerra Mundial com os Aliados imagem: Divulgação/Sotheby's

Um relógio de bolso que pertenceu ao ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill e lembra a vitória dos Aliados na Segunda Guerra Mundial foi leiloado nesta terça-feira (22), em Londres, por 485 mil libras (cerca de R$ 2,9 milhões).

A peça é uma das quatro que ao término do conflito foram dadas por um grupo de proeminentes cidadãos suíços para agradecer pelo trabalho dos líderes dos países Aliados.

Além de Churchill, receberam um relógio similar o presidente francês, Charles de Gaulle, o americano, Harry Truman, e o líder da União Soviética, Joseph Stalin.

Apenas 70 anos desde o fim da Segunda Guerra Mundial e 50 desde a morte de Churchill, a casa Sotheby's decidiu leiloar uma peça que descreve como um "testemunho histórico da liderança e símbolo da coragem".

O relógio, desenhado pelo suíço Louis Cottier, conta com um gravura esmaltada que mostra São Jorge matando um dragão e um ponteiro em forma de tridente, além de um "V" na parte traseira que simboliza a vitória dos exércitos aliados.

A peça conta, além disso, com uma dedicatória personalizada na qual se lê: "1939 - Primeiro-ministro Winston Spencer Churchill - 1945".

Quando Churchill recebeu o relógio, em 1946, escreveu uma nota ao grupo de cidadãos para agradecer pelo "soberbo presente" na qual assegurava que a peça sempre o lembraria do "maravilhoso país" que é a Suíça e dos "amigáveis sentimentos" de seus cidadãos.

Cottier, que elaborou o relógio em colaboração com a fábrica de Agassiz and Company, inventou o mecanismo da hora universal com o qual conta o relógio de Churchill e que foi incorporado mais tarde por marcas como Patek Philippe, Rolex e Vacheron Constantin.

Topo