Moda

Marcas estrangeiras de luxo, glamour e status seduzem classe A paulistana

Julia Moraes/Folhapress
Chanel está entre as grifes prediletas da classe A paulistana imagem: Julia Moraes/Folhapress

SÃO PAULO - Dentro de 14 anos, a cidade de São Paulo será a sexta mais rica do mundo, atrás apenas de Tóquio, Nova York, Los Angeles, Londres e Chicago. Não é a toa que ela já se consolidou como a mais promissora da América Latina quando o assunto é consumo de luxo.

De acordo com a pesquisa Marcas Objetos do Desejo, realizada pela Shopper Experience e publicada pela revista Consumidor Moderno, a classe A paulistana é atraída com marcas internacionais que são sinônimo de luxo, glamour e status.

Para a presidente da Shopper Experience e coordenadora da pesquisa, Stella Kochen Susskind, os paulistanos com alto poder aquisitivo só concordam em pagar mais por produtos com o binômio qualidade-grife.

Qualidade de vida

Outro aspecto importante a ressaltar é que a valorização da qualidade de vida e do bem-estar cotidiano não é um conceito abstrato para esse púibico. Ao contrário, por consumirem mais informação - mídias digitais e convencionais; conversa com amigos –, eles conseguem mensurar conceitos que parecem menos nítidos para outras classes.

"Detectamos também que a alta renda investe em conforto dentro do lar, o que indica uma preocupação em desfrutar de momentos de lazer sem sair de casa, contando com mais segurança", avalia Stella.

Relacionamento diferenciado

A elite e os emergente da classe A têm comportamentos diferenciados diante do consumo de luxo. "Eles são avessos à exposição e prezam pela exclusividade até na hora de serem abordados para a divulgação de produtos ou serviços", explica Stella.

As grifes materializam desejos de consumidores por meio de experiências de compra diferenciadas e exclusivas, e a alta renda aspira uma relação mais estreita com as marcas e, espera de fato, ser constantemente surpreendida com ações de relacionamento.

"O consumo de luxo não está ligado à necessidade, mas a expectativa e a percepção diferenciada. Nesse contexto está o desafio dos gestores de grifes que têm de assimilar a importância da experiência de compra – que é tão ou mais importante do que o produto em si", destaca a executiva.

Além disso, ainda há uma necessidade de as marcas tradicionais dialogarem com os consumidores chamados de 2.0, ou, consumidores da era digital. "Os novos consumidores demandam das marcas centenárias um novo posicionamento, um comportamento mais alinhado aos hábitos de consumo de novos formadores de opinião. Muitas grifes têm investido em estilistas vanguardistas como estratégia para dialogar com esse público", complementa.

Conheça as marcas favoritas da alta renda:

SetorMarca preferida (%)
RestaurantesFasano (17%), D.O.M (12%) e A Figueira Rubaiyat (11%).
BebidasChampanhe
Dom Pérignon (23%), Veuve Clicquot (21%) e Moet & Chandon (11%).

Whisky
Johnnie Walker (47%) e Ballantine's (10%).

Vodka
Grey Goose, Imperia, Smirnoff, The Jewel of Russia, Wyborowa e Belvedere (todas com 13%). 
ViagemDestinos
Dubai e Paris (14%), Nova York (9%), Londres (5%), Istambul e Cote
D'Azur (3%), e Tóquio, Ilhas Maurício, Tahiti e Aspen (2%).

SPA
Mantra em Punta del Leste (14%), Las Ventanas no México (12%) e 
Conrad Bali na Indonésia (8%).
MulherModa
Chanel (15%), Gucci (7%), Dolce & Gabbana (6%) e Prada (4%).

Bolsa
Louis Vuitton (30%), chanel (17%), Prada (9%), Hermès (9%), Marc
Jacobs (5%), Gucci (4%) e Balenciaga (3%).


Sapato
Chanel (14%), Christian Louboutin (7%), Prada (7%), Gucci (6%),
Salvatore Farragamo (6%), Francesca Giobbi (4%) e Manolo Blahnik (2%).

Relógio
Rolex (26%), Cartier (15%) e Michael Kors (11%).

Perfume
Chanel (28%), Carolina Herrera (15%) e Prada (10%).
HomemModa
Giorgio Armani (20%), Lacoste (19%) e Diesel (10%).

Gravata
Gucci (14%) e Hermès (14%).

Caneta
Montblanc (53%) e Cartier (9%).

Relógio
Rolex (43%), Montblanc Villeret (11%) e Breitling (11%).

Perfume
Azzaro (18%) e Calvin Klein (12%).
CosméticosLâncome (20%), MAC (18%) e Chanel (10%).
JoiasTiffany&Co. (27%), H.Stern (23%), Bulgari e Cartier (6% cada).
TecnologiaTecnologia móvel
iPhone (37%), Apple Mac (38%), Blackberry (31%) e Sony Vaio (28%).

TV
Sony (51%), Samsung (14%) e LG (12%).

Home teather
Sony (57%) e Bang Olufsen (11%).
CarrosOff road/SUV
Land Rover (29%), BMW (16%) e Porsche (13%).

Sedan de luxo
BMW (17%), Mercedes-Benz (16%) e Lamborghini e Porsche (12% cada).

Carro conversível
Ferrari (27%) e Porsche (24%).

Compacto premium
Audi (20%) e MiniCooper (18%).
MotocicletasBMW (30%) e Harley Davidson (28%).
BarcosFerretti (52%).
CartãoVisa Infinite (33%) e Amex Platinum (22%).
BancosAlta renda
Itaú Personnalité (29%), HSBC Premier (14%) e Real Van Gogh (14%).

Banco private
Itaú Private (41%), Bradesco Private (32%) e Citi (5%).
Fonte: Shopper Experience

 

Topo